Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
Pacientes que chegam às UTIs em SC são mais jovens, mais graves e sem comorbidades
A Regulação de leitos de UTIs em SC não está tendo o que regular
Dagmara Spautz/NSC
por  Dagmara Spautz/NSC
26/02/2021 19:28 – atualizado há 49 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Responsável pela logística de ocupação da rede hospitalar em Santa Catarina, o superintendente de Regulação da Secretaria de Estado da Saúde, médico Ramon Tartari, acompanha de perto a pressão que a nova onda da pandemia tem causado sobre o sistema de saúde. Esta semana ele afirmou, em audiência pública na Alesc, que não pode regular leitos que já não existem à disposição.

Foto: Eduardo Oliveira/Arquivo Alesc

Em entrevista à coluna, Tartari diz que o perfil das pessoas que chegam às UTIs mudou ao longo das últimas semanas: são mais jovens, mais graves, e a maioria não tem nenhuma doença préexistente. O superintendente confirma a fila de espera por um leito de terapia intensiva no Estado, que nesta sexta-feira tem mais de 70 pessoas, e faz um alerta: o cenário ainda é de aceleração, em todas as regiões de Santa Catarina.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...