Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação/Secom/SC
Santa Catarina
Coronavírus em SC: Reunião define ações de fiscalização no estado durante o fim de semana
Encontro do comando da segurança pública e da Vigilância em Saúde aconteceu na sede da Defesa Civil de SC.
Secom/SC
por  Secom/SC
26/02/2021 21:15 – atualizado há 36 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

As ações de fiscalização que serão executadas neste fim de semana foram definidas pelos representantes do Grupo de Ações Coordenadas (Grac) na tarde desta sexta-feira, 26, na sede da Defesa Civil, em Florianópolis. Elas visam o cumprimento do novo decreto do Governo do Estado, publicado na manhã desta sexta.

A reunião contou com representantes da Secretaria de Estado da Saúde, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC), Capitania dos Portos de SC, Segurança Pública e Defesa Civil. Santa Catarina terá um contingente de mais de 500 integrantes de forças de segurança pelos municípios para fiscalizar e coibir aglomerações.

O superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, reforçou que o estado tem enfrentado um momento grave da pandemia, mesmo que se tenha dobrado a capacidade de atendimento. "Existe um esforço do Governo e de todos nós para dar conta da alta demanda e reforçar a estrutura hospitalar, mas precisamos diminuir a circulação, a aglomeração e essa falsa sensação de nova normalidade”, afirmou. “Pelo contrário, nós vivemos um momento delicado e com altas taxas de ocupação de leitos. Se todas as regras tivessem sido cumpridas, nós talvez não estivéssemos nessa situação. Neste momento, além de tudo, temos que entender e avaliar que há também novas variantes e possibilidades de transmissões mais rápidas da doença", declarou.

Uma das maiores preocupações manifestadas foram as praias, beach clubs e aglomerações de pessoas mais jovens.

"Temos que conter a disseminação e, principalmente, o excesso de exposição. Vemos isso até em redes sociais, onde festas particulares são compartilhadas e viralizadas. Os jovens também precisam entender o problema e manter a tríade de prevenção: o uso da máscara, o distanciamento e a higiene, que são comprovadamente eficazes", finalizou Macário.

Para receber as notícias do AU pelo whatsapp, clique aqui

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...