Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Dia Mundial da Água favorece ações extensionistas
"Valorizar a água”. Este é o tema do Dia Mundial da Água deste ano.
Assessoria/Emater
por  Assessoria/Emater
19/03/2021 21:50 – atualizado há 51 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

"Valorizar a água”. Este é o tema do Dia Mundial da Água deste ano. Celebrado no dia 22 de março, através da Resolução 47/193 da Assembleia Geral das Nações Unidas, a data tem o propósito de sensibilizar os líderes políticos e a sociedade civil para a conservação desse recurso fundamental para a manutenção da vida.

No Rio Grande do Sul, a data é comemorada todos os dias, a partir de diversas ações relacionadas ao tema que os extensionistas da Emater/RS-Ascar realizam nas propriedades rurais e comunidades tradicionais. Segundo Katz, estas ações têm caráter educacional não formal voltadas à educação ambiental, que visam orientar as famílias para os cuidados e atenção com as Áreas de Preservação Permanente (APPs), com as práticas conservacionistas de solos, tratamento adequado de esgotos e dejetos, na redução do uso de agrotóxicos, na conservação de nascentes, na manutenção de remanescentes de vegetação nativa, entre outras práticas que contribuem para garantir a qualidade e disponibilidade de água, abastecendo inclusive os lençóis freáticos e os aquíferos nas bacias hidrográficas.

A Emater/RS-Ascar tem representação técnica em todos os Comitês de bacias hidrográficas do RS. Sendo assim, foi constituído um grupo técnico de trabalho com esses representantes com vistas a unificar as visões institucionais dentro dos comitês e auxiliar nas deliberações sobre a gestão dos recursos hídricos nas câmaras técnicas, no Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) e no Conselho de Recursos Hídricos (CRH), espaços onde são discutidas e construídas moções, resoluções, estudos para proposição de decretos e leis sobre o tema. Este grupo se reúne de forma periódica para debater assuntos ligados aos comitês de bacias e está contribuindo no processo de modernização da Política Estadual de Recursos Hídricos (Lei Nº 10.350, de 30 de dezembro de 1994). “Enviamos sugestões propositivas em relação aos instrumentos de cobrança pelo uso da água, outorga de uso da água, agências e Planos de Bacias, entre outros elementos desta Lei, com vistas a contribuir na melhoria do Sistema Estadual de Recursos Hídricos (SERH)”, avalia Gabriel Katz, geógrafo, extensionista rural, coordenador estadual das áreas de Saneamento Básico e Geoprocessamento e coordenador estadual do grupo dos representantes da Emater/RS-Ascar nos Comitês de Bacias do RS.

REVITALIZAÇÃO DE BACIAS

No RS, a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) está desenvolvendo o Programa Estadual de Revitalização de Bacias Hidrográficas, vinculado ao Plano Nacional de Revitalização de Bacias Hidrográficas do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), que tem como proposta a segurança hídrica e melhoria quali e quantitativa das águas. Primeiramente serão realizados projetos pilotos, sob execução da Emater/RS-Ascar, nas bacias dos rios Gravataí e Sinos. Os projetos abrangem a restauração de cem (100) hectares de APPs de cursos d’água e a proteção de 50 nascentes de pequenas propriedades rurais. Outra proposta do Programa pretende implementar sistemas de saneamento básico e abastecimento de água nas comunidades quilombolas Anastácia e Manoel Barbosa, de Gravataí, e Cantão das Lombas, de Viamão, considerando as peculiaridades de cada comunidade.

OUTROS PROJETOS

A Emater/RS-Ascar vem executando projetos na esfera ambiental, como o projeto Manejo Conservacionista de Campo Nativo por Meio de Pastoreio Rotativo em Estabelecimentos da Pecuária Familiar do RS e o projeto Restauração Ecológica da Área de Preservação Ambiental (APA) do Ibirapuitã (Restaura APA). Estas ações visam, através da conservação de vegetação campestre nativa, conciliar a produção sustentável com a manutenção dos campos nativos e seus serviços ecossistêmicos, entre eles o abastecimento dos aquíferos.

Além da orientação educacional no dia a dia extensionista, a Emater/RS-Ascar incentiva a reservação de água, principalmente para os períodos de estiagem, a partir do Programa Estadual de Apoio e Ampliação da Infraestrutura Rural (Peaair), iniciativa da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), que orienta os agricultores e pecuaristas familiares na construção de estruturas de reservação de água para usos múltiplos e para a expansão da prática da irrigação. Em 2020 foram elaborados mil (1.000) projetos e, destes, construídas 361 estruturas de reservação da água entre outubro/2020 e janeiro/2021.

“A captação da água da chuva e o armazenamento em cisternas também configuram cuidados com a água, em especial no meio rural, onde muitas vezes há escassez de água em período de estiagem”, salienta Katz.

Foto de proteção de nascente numa propriedade em Camaquã, feita pelo extensionista Gabriel Katz

Segundo o extensionista, outra importante ação na proteção dos recursos hídricos é a implantação de sistemas de conservação de nascentes. Estes sistemas buscam restaurar as áreas protegidas no entorno das nascentes e o uso racional das águas para as necessidades básicas das famílias. Estas práticas são amparadas pelas Resoluções 314, 361 e 362 do Consema/RS.

Como forma de reduzir o desperdício da água, neste Dia Mundial acontece a campanha H2Off - Hora de fechar a torneira, que pretende mobilizar as pessoas a não abrirem as torneiras das 22 às 23 horas, de forma a tomarem consciência da importância da água na vida do Planeta.

“É preciso educar ou reeducar para a importância de reduzirmos a contaminação dos cursos d´água e priorizarmos usos mais conscientes da água e do solo, pensando também nas futuras gerações”, avalia Katz.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...