Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Educação
Infraestrutura e formação de professores são desafios da educação em tempo de pandemia, afirma diretor da UFFS
Luís Fernando Corrêa da Silva concedeu entrevista ao vivo ao Portal AU Online na manha desta quarta-feira, 07.
Leandro Vesoloski
por  Leandro Vesoloski
07/04/2021 09:54 – atualizado há 50 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A pandemia impôs severas mudanças na forma em que as atividades educacionais são desenvolvidas em tempos de distanciamento social. As aulas remotas ou em formato híbrido tornaram-se uma realidade e professores e alunos precisaram se adaptar rapidamente a modalidade no último ano.

Em entrevista ao vivo ao Portal AU Online na manhã desta quarta-feira, 07, o diretor da Universidade da Fronteira Sul, Luís Fernando Correa da Silva, afirmou que os maiores desafios são a infraestrutura e a formação de professores para atuar nesta modalidade de ensino.

“É importante destacar que temos algum déficit de infraestrutura principalmente no interior do país. Quando a gente pensa sobretudo nas regiões rurais, o acesso à internet de qualidade é um problema para o desenvolvimento das atividades e outro problema é a dimensão da formação dos professores, porque a maioria dos cursos de licenciatura não forma o docente para atuar na educação a distância”, afirmou o diretor da UFFS.

O professor Luís Fernando explicou que é possível fazer educação a distância, sobretudo educação híbrida de qualidade. “Não dá pra gente taxar a educação a distância como educação de menor qualidade”, afirmou o professor citando como exemplos as experiências da Universidade Aberta do Brasil e a URGS.

Legado da UFFS

O diretor da UFFS afirmou que o campus de Erechim já formou mais de mil estudantes de graduação e centenas de estudantes de mestrado e especialização e destacou a qualificação do corpo docente da instituição. “Somos uma instituição que contribui do ponto de vista da formação de pessoas, mas também uma instituição que tem uma importância econômica pela renda que gera na região, formação de quadros para atuar no mercado de trabalho e também pelos empregos diretos e indiretos que acaba gerando”.

Investimentos em educação

Luís Fernando Correa da Silva afirmou que as universidades públicas vem sofrendo uma redução do seu orçamento e explicou que essa situação tem sido realidade também nas universidades comunitárias e privadas. “É claro que temos um déficit muito significativo de investimento público em educação e isso está relacionado com a redução do orçamento púbico em um período de crise econômica e que acaba se intensificando nos últimos anos a partir de cortes orçamentários, principalmente investimentos”, concluiu o diretor da UFFS.

Assista a entrevista clicando aqui

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...