Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação/Grêmio
Esporte
Tiago Nunes é anunciado como novo técnico do Grêmio
Treinador campeão da Copa do Brasil e da Sul-Americana pelo Athletico Paranaense chega para substituir Renato Portaluppi.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
21/04/2021 15:52 – atualizado há 9 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Favorito ao cargo desde a demissão do técnico Renato Portaluppi na última quinta-feira, o gaúcho Tiago Nunes foi anunciado nesta quarta como novo treinador do Grêmio para a temporada de 2021. Ele chega junto dos auxiliares Evandro Fornari e Kelly, que jogou no clube, e o analista de desempenho Petro Sotero. O quarteto chega nesta quinta. O contrato de Nunes valerá até dezembro de 2022.

As negociações ocorreram rapidamente e, menos de uma semana depois da eliminação da Libertadores, o Tricolor já tem um comandante na casamata. Tiago Nunes conhece bem o Grêmio, já que treinou o time sub-20 nos anos de 2013 e 2014. Ele começou a carreira profissional em 2005 no São Luiz, de Ijuí. Em 2009, foi para o Luverdense, do Mato Grosso, e, no ano seguinte, ao Rio Branco, do Acre. Em 2011, voltou ao RS para treinar a Sapucaiense, mas terminou a temporada no Nacional, do Amazonas.

Na temporada seguinte, passou por Rio Grandense e Bagé. Em 2013, iniciou o ano na União Frederiquense e, no decorrer do ano assumiu o sub-20 do Grêmio. Terminou 2015, no Juventude, também no sub-20, e, no ano seguinte, na equipe da mesma categoria da Ferroviária. Ainda em 2016, voltou ao Estado para treinar o São José. Ficou por mais um ano no Rio Grande do Sul para trabalhar no Veranópolis e depois assumiu o Athletico-PR, ainda na categoria sub-20.

No Furacão, Nunes ganhou projeção nacional e internacional a partir de 2018, quando levou o time do Paraná ao título da Copa Sul-Americana. Um ano depois, mais uma taça. Os comandados de Tiago Nunes derrotaram o Inter em pleno Beira-Rio para conquistar a Copa do Brasil de 2019.

O último trabalho do profissional foi no Corinthians. No Timão, enfrentou o período de quatro meses de paralisação devido à pandemia da Covid-19, o time caiu de rendimento e acabou demitido no dia 11 de setembro de 2020. A passagem no clube paulista terminou com 10 vitórias, 10 empates e oito derrotas, com aproveitamento de 47%.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...