Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Reuters/ Bruno Kelly/Direitos Reservados
Mundo
Segundo ano da pandemia está prestes a provocar mais mortos do que no ano passado, alerta a OMS
Aparecimento de variantes e o progresso desigual das campanhas de vacinação continuam a preocupar.
CP
por  CP
14/05/2021 15:58 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O segundo ano da pandemia está prestes a provocar mais mortos do que no ano passado - alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta sexta-feira (14). A declaração foi feita no momento em que vários países vislumbram a esperança de uma vida mais normal, enquanto outros, como a Índia, continuam a sofrer devastação.

A pandemia da Covid-19 matou pelo menos 3,3 milhões de pessoas em todo mundo desde o final de dezembro de 2019. O aparecimento de variantes e o progresso desigual das campanhas de vacinação continuam a preocupar. De acordo com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, "no ritmo que as coisas vão, o segundo ano da pandemia será muito mais mortal do que o primeiro".

Ele também pediu aos países que desistam de vacinar crianças e adolescentes contra a covid e doem as doses assim liberadas para o sistema Covax. Com isso, elas seriam redistribuídas para os países desfavorecidos. Diante de resultados considerados animadores pelos governos, vários países, especialmente da Europa, estão reabrindo suas economias enfraquecidas.

As autoridades sanitárias recomendam sempre que as pessoas vacinadas continuem a usar máscara nos transportes (aviões, ônibus, trem, etc.), bem como nos aeroportos e estações ferroviárias. Com mais de 584.000 mortes, os Estados Unidos continuam sendo o país que mais sofreu com a pandemia, à frente do Brasil (mais de 430.000), Índia (mais de 258.000), México (219.590) e Reino Unido (127.640).


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...