Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mundo
Covid no mundo: França suspenderá uso de máscara ao ar livre e toque de recolher
União Europeia libera o retorno de turistas dos EUA e mais cinco países, nenhum da América Latina.
Edição/Redação
por  Edição/Redação
16/06/2021 15:10 – atualizado há 14 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O uso de máscara ao ar livre não será mais obrigatório na França a partir desta quinta-feira (17), salvo em circunstâncias específicas, como encontros entre muitas pessoas, lugares lotados, ou estádios – anunciou o primeiro-ministro francês, Jean Castex, nesta quarta-feira (16).

Castex informou ainda a suspensão do toque de recolher no próximo domingo (20). Atualmente, a medida se encontra em vigor a partir das 23h, no horário local. Estas decisões foram tomadas, porque a situação sanitária “melhora mais rápido do que havíamos previsto”, explicou o primeiro-ministro, após uma reunião do Conselho de Defesa e do Conselho de Ministros.

REPRODUÇÃO

Representantes dos 27 países da UE (União Europeia) aprovaram nesta quarta-feira (16) em Bruxelas permitir a entrada de turistas dos Estados Unidos e de mais cinco países no bloco europeu.

O acordo dos embaixadores ainda precisa ser respaldado formalmente pelo Conselho Europeu, instituição que representa os estados-membros, mas entrará em vigor “nos próximos dias”, disseram fontes diplomáticas às agências de notícias France Presse e Reuters.

A medida vale para viagens não essenciais e, segundo a France Presse, vale inclusive para cidadãos que não estão completamente vacinados contra a Covid-19. Além dos EUA, serão beneficiados cidadãos de Taiwan, Sérvia, Macedônia do Norte, Albânia e Líbano. Macau e Hong Kong, regiões administrativas da China, serão incluídas se houver reciprocidade.

O Estado norte-americano de Nova York está suspendendo todas as restrições relacionadas à pandemia de Covid-19, depois que 70% de seus adultos já receberam ao menos uma dose de vacina contra a doença, anunciou o governador, Andrew Cuomo, nesta terça-feira (15).

Nova York seguiu o caminho da Califórnia, onde restrições como o distanciamento físico, a exigência de máscaras e os limites de público em restaurantes, lojas e outros comércios terminaram.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...