Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rio Grande do Sul
RS decide encurtar de 12 para 10 semanas o intervalo entre doses da AstraZeneca e da Pfizer
Período de aplicação entra a primeira e segunda aplicação vai encurtar motivado pelo avanço da variante Delta no País.
Secom/RS
por  Secom/RS
12/07/2021 18:55 – atualizado há 2 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O governo do Rio Grande do Sul decidiu, nesta segunda-feira, antecipar o intervalo de tempo de aplicação entre a primeira e a segunda doses das vacinas da Pfizer e AstraZeneca. O anúncio ocorreu após reunião das autoridades sanitárias, realizada nesta tarde.

Com isso, o tempo de intervalo para aplicação entre as doses de ambos os imunizantes vai passar de 12 para 10 semanas em território gaúcho. O replanejamento é motivado pelo avanço da variante Delta no País. Nesta segunda, o Estado anunciou que vai enviar a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) amostras de dois casos suspeitos dessa linhagem.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES), ainda não informou sobre quando a nova determinação entra em vigor.

Além do Estado, pelo menos, outras oito unidades federativas adotaram a medida – Santa Catarina, Acre, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Piauí e Distrito Federal.

Já o governo de São Paulo decidiu não antecipar o intervalo de tempo, estabelecido pelo Ministério da Saúde no mês passado.

Balanço da campanha

Quase 70% da população gaúcha acima de 18 anos já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 25% já possuem o esquema vacinal completo com as duas doses ou com a dose única da Janssen. O governo estadual prevê imunizar toda população adulta até 20 de setembro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...