Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Jovem encontrado morto 15h após acidente de carro em SC pode ter sido assassinado, diz polícia
Gustavo Moreira Paz foi encontrado morto por um amigo em um matagal às margens da rodovia.
NSC/DC
por  NSC/DC
14/07/2021 21:08 – atualizado há 1 minuto
Continua depois da publicidadePublicidade

O jovem de 26 anos que foi encontrado morto por um amigo 15h após sofrer um acidente de carro na SC-390, em Peritiba, no Oeste de Santa Catarina, pode ter sido vítima de um homicídio, segundo a Polícia Civil. A reviravolta no caso ocorreu depois que o laudo pericial do cadáver indicou lesões suspeitas no corpo da vítima.

Perícia feita no corpo indicou lesões suspeitas(Foto: Redes Sociais)

O caso ocorreu em 20 de junho. Gustavo Moreira Paz, morador de Ipira, foi encontrado morto em um matagal às margens da rodovia por volta das 17h30min de um domingo.

Um amigo, que não teria conseguido contato com a vítima durante todo o dia, percorreu o caminho anteriormente feito por Gustavo e o localizou já sem vida, dentro de uma utilitário. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o acidente teria ocorrido entre 2h e 3h da madrugada.

Vítima foi encontrada por amigo, 15h após acidente(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

À frente do caso, a delegada Fernanda Gehlen da Silva relatou ao Diário Catarinense que a hipótese de homicídio foi levantada depois que se descobriu sobre as lesões encontradas no corpo da vítima.

De acordo com os exames do Instituto Geral de Perícias (IGP), elas não eram características de um acidente de trânsito.

- Dentro dessa investigação muitas diligências já foram realizadas, mas estão sendo mantidas em sigilo pela polícia para não prejudicar o andamento dos trabalhos - disse.

A delegada foi questionada sobre os ferimentos, se sugeriam alguma agressão ou teriam sido provocados por armas, como faca ou tiros, mas ela preferiu não comentar e também não divulgou se já há algum nome sobre os suspeitos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...