Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Perícia confirma que sangue encontrado em camiseta é do menino Miguel
Corpo de Bombeiros Militar segue com as buscas pelo corpo da vítima.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
12/08/2021 16:58 – atualizado há 15 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O Instituto-Geral de Perícias (IGP) confirmou, nesta quinta-feira, que o sangue encontrado em uma camiseta era do menino Miguel, de sete anos, cujo corpo segue desaparecido no Litoral Norte do Estado. O material foi coletado na casa da mãe, que declarou ter assassinado o filho, em julho, no município de Imbé.

Sangue encontrado em camiseta era do menino Miguel, confirmou o IGP | Foto: Divulgação / CP

Segundo os peritos da Divisão de Genética Forense do Departamento de Perícias Laboratoriais (DPL) do IGP, para chegar ao resultado, o sangue da roupa foi extraído e comparado com o material genético fornecido pela mãe da vítima, comprovando a compatibilidade.

De acordo com o IGP, a camiseta, de cor vermelha, foi coletada no dia 3 de agosto durante perícia do local de crime feita por peritos criminais do Departamento de Criminalística.

Nesta quinta-feira, as buscas pelo corpo da criança chegaram ao 15º dia no Litoral Norte. O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul manteve a varredura entre Mostardas e Torres.

A mãe da criança foi presa na noite do dia 29 de julho passado e alegou que jogou o filho no rio Tramandaí, no limite entre Imbé e Tramandaí. Ela, de 26 anos, e a companheira dela, de 23 anos, foram indiciadas pela Polícia Civil por tortura contra criança, homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

A mulher está na Penitenciária Feminina de Guaíba. Já a companheira dela encontra-se recolhida no Instituto Psiquiátrico Forense, em Porto Alegre.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...