Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Familiares das vítimas do ataque a creche em Saudades recebem cartas do Vaticano
Cada carta enviada pelo Vaticano tem uma manifestação de condolências e palavras de consolação diante do sofrimento das famílias.
Oeste Mais
por  Oeste Mais
30/08/2021 09:14 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

As famílias das cinco vítimas do atentado contra uma creche em Saudades receberam neste domingo, dia 29, cartas enviadas pelo papa Francisco. A entrega ocorreu durante uma missa celebrada na Igreja Matriz da Paróquia Sagrada Família.

Mensagens foram entregues neste domingo (Fotos: Rádio Centro Oeste e Letícia Ferrari)

A celebração foi conduzida pelo bispo de Chapecó, Dom Odelir Magri. Cada carta enviada pelo Vaticano tem uma manifestação de condolências e palavras de consolação diante do sofrimento das famílias.

Três bebês e duas funcionárias foram assassinados no dia 4 de maio deste ano no Centro de Educação Infantil Pró-Infância Aquarela, uma creche municipal de Saudades. Uma quarta criança ficou ferida, mas sobreviveu.

As cartas foram pedidas por uma moradora do Rio de Janeiro que, em mensagem enviada ao papa, afirmou que as palavras seriam importantes para as famílias.

Famílias das cinco vítimas receberam cartas do papa Francisco (Fotos: Rádio Centro Oeste e Letícia Ferrari)

Na mensagem, o papa afirma que "Jesus nos demonstrou que a morte não é a última palavra, mas o amor misericordioso do Pai que transfigura e nos faz viver a comunhão eterna com Ele".

"Por intercessão de Nossa Senhora Aparecida, o Santo Padre envia a Bênção Apostólica às famílias das vítimas, extensiva a todas as pessoas que lhe são caras, pedindo também que não se esqueçam de rezar por ele", informou o bispo. As preces de Dom Odelir também se estenderam à família do bebê Henrique Hubler, que ficou ferido no ataque e se recuperou.

Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, responde por cinco homicídios qualificados e 14 tentativas de homicídio contra outros funcionários e crianças que estavam na creche quando ele invadiu a unidade. Na última quarta-feira, dia 24, o jovem foi ouvido em audiência e a Justiça aceitou o pedido feito pela defesa para que seja submetido a um exame de insanidade mental.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...