Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Pixabay
Economia
Presidente do Sulpetro garante "normalidade" no abastecimento de combustíveis no RS
O motivo da preocupação é a interdição de rodovias federais e estaduais pela manifestação de caminhoneiros.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
09/09/2021 11:05 – atualizado há 1 minuto
Continua depois da publicidadePublicidade

Em entrevista ao programa Redação Guaíba, na manhã desta quinta-feira, o presidente da Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Estado do Rio Grande do Sul (Sulpetro), João Carlos Dal’Aqua, reforçou que o abastecimento de combustíveis no Estado segue na "normalidade". O motivo da preocupação é a interdição de rodovias federais e estaduais pela manifestação de caminhoneiros.

Ao menos 15 estados registram interrupções do fluxo de veículos, sejam elas totais ou parciais, de acordo com o Ministério da Infraestrutura, conforme dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Há manifestações em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, Pernambuco e Pará. No Distrito Federal e no entorno, até o momento, não há bloqueios nas rodovias federais.

"Entendemos que existe uma memória de 2018, mas não tem nada a ver com uma situação daquelas. É um momento de tranquilidade e operação normal dos postos de combustíveis. Não há a necessidade de ir para uma fila de posto para garantir sua parte. Está tudo normal e é assim que vai continuar, com toda a certeza", disse o empresário.

O presidente da Sulpetro ainda confirmou que as distribuidoras estão recebendo e entregando combustíveis normalmente. 

Em Porto Alegre, consumidores formaram filas nos postos de combustíveis, com medo do desabastecimento. Por consequência dessa alta procura, alguns postos da cidade já estão sem gasolina. A falta se dá por que houve feriado no dia 7 e consequentemente não houve entrega do produto. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...