Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
PRF negocia com caminhoneiros para garantir a liberação das estradas gaúchas
Em Erechim o trânsito de caminhões pela BR 153 e RS 135 é muito pequeno nesta quinta-feira. Manifestantes estão sobre a pista no entroncamento das duas rodovias.
CP/Redação
por  CP/Redação
09/09/2021 11:57 – atualizado há 59 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A manifestação de grupos de caminhoneiros alinhados com o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), que teve início no feriado da Independência, continua nesta quinta-feira (9). Segundo as forças de segurança, nenhum ponto da malha rodoviária gaúcha foi bloqueado, mas há pelo menos dez locais com a presença dos condutores no acostamento.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) negocia, junto aos condutores, a desmobilização em quatro pontos no Rio Grande do Sul. O primeiro deles fica no km 192 da BR-158, em Cruz Alta; o segundo, é no km 585 da BR-290, em Alegrete; o terceiro é no km 481 da BR-116, em Turuçu; já o quarto fica no km 482 da BR-290, em Rosário do Sul.

Também foi detectada a retenção não-voluntária de caminhoneiros no km 22 da BR-101, em Três Cachoeiras; no km 267 da BR-158, em Júlio de Castilhos; no km 66 da BR-392, em Pelotas; no km 44 da BR-116 em Vacaria; no km 158 da BR-158, em Panambi; e no km 74 da BR-386 em Boa Vista das Missões.

No entroncamento da BR-116 com a BR-471, em Pelotas, um caminhoneiro teve as mangueiras cortadas pelos manifestantes.

Em Erechim, no entroncamento da BR-153 com a ERS-135, o trânsito está bloqueado para caminhões. Caminhões da região que tentam sair da cidade, são aconselhados a não permanecer no local e são recomendados a voltar.

O trânsito de caminhões entre Passo Fundo e Erechim é muito pequeno, já que há bloqueios em Coxilha, Getúlio Vargas e Passo Fundo.

Veículos pequenos são liberados para passagem a cada vinte minutos aproximadamente. Ambulâncias e ônibus tem passagem liberada.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...