Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
DetranRS credenciará empresas responsáveis pela fase preparatória aos leilões
Objetivo é agilizar a vistoria de veículos e sucatas e aumentar o volume de bens leiloados no Estado, reduzindo o passivo abandonado em depósito.
Ascom DetranRS
por  Ascom DetranRS
10/09/2021 12:50 – atualizado há 54 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Para agilizar a vistoria de veículos e sucatas e aumentar o volume de bens leiloados no Estado, reduzindo o passivo abandonado em depósito, o DetranRS credenciará empresas responsáveis pela fase preparatória aos leilões. As credenciadas farão a decalcagem, identificação, inspeção, classificação, avaliação e loteamento, permitindo regionalizar o trabalho hoje realizado por servidores da autarquia, que precisam se deslocar para todas as regiões do Estado.

Foto: Divulgação DetranRS

A Portaria 249, publicada em 31 de agosto, normatiza a atividade e atende à recomendação do artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), instituindo o Sistema Estadual de Leilão Virtual de Veículos.

"Essa mudança agilizará em todo o Estado a vistoria dos bens, regionalizando a atividade e fazendo com que veículos e sucatas possam ser colocados mais rapidamente a leilão. Normalmente temos uma média anual de 25 mil veículos leiloados. Nossa projeção, com esse aumento na realização de vistorias em todo o Rio Grande do Sul, é dobrar esse número em 18 meses e qualificar o processo como um todo", explica o chefe da Divisão de Depósitos, Egídio Nunes.

No Rio Grande do Sul, os leilões de veículos e sucatas virtuais já vinham sendo adotados desde o início da pandemia, devido à necessidade de continuidade do serviço e graças à implantação do projeto piloto que estava em andamento na autarquia desde 2017. A partir das necessidades apontadas com a implantação e do estudo conjunto de entidades como sindicato dos leiloeiros e CRVAs, além do trabalho de diferentes setores do DetranRS, foi desenvolvida a Portaria para buscar a otimização das etapas para todos os envolvidos, reduzindo prazos, aumentando a capacidade de venda de veículos e sucatas e gerando economia aos cofres públicos por meio do esvaziamento dos pátios de Centros de Remoção e Depósito (CRDs).

"Importante ressaltar que a publicação dessa portaria concretiza um projeto que há anos se almeja. Trata-se de uma mudança de paradigma e de processo no âmbito dos leilões do DetranRS, cujo foco principal é a melhoria do serviço público ao cidadão, objetivo primordial dessa gestão", expõe a assessora da Diretoria Técnica, Angela Schutt Oliveira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...