Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Expointer encerra 44ª edição com faturamento de 1 bilhão e 620 milhões de reais
Durante os noves dias de evento, o Parque de Exposições de Esteio recebeu um público de cerca de 70 mil pessoas.
Assessoria/Expointer
por  Assessoria/Expointer
12/09/2021 19:31 – atualizado há 56 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A 44ª Expointer, que marcou a história como a única feira agropecuária de grande porte a se realizar no País em 2021, encerrou neste domingo (12) contabilizando um faturamento de R$ 1.629.550.234,30 e um público de quase 70 mil visitantes presenciais. Também houve 56 mil visualizações na plataforma on-line da feira, de 25 diferentes países.

Os dados foram divulgados durante coletiva de imprensa no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, na presença do vice-governador do RS, Ranolfo Vieira Júnior, da secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural no Estado, Silvana Covatti, da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, e dos copromotores Febrac, Fetag-RS, Farsul, prefeitura de Esteio, Simers e Sistema Ocergs-Sescoop/RS. Também participou o secretário-chefe da Casa Civil do RS, Artur Lemos Júnior.

O volume de negócios ficou abaixo do valor movimentado em 2019 (R$ 2,69 bilhões), ano da última feira antes da pandemia. De qualquer forma, o balanço é positivo e surpreendente na visão dos copromotores, levando em consideração a limitação considerável de público que pode circular no parque neste ano, em função dos protocolos de saúde. Em 2019, a Expointer recebeu 416 mil visitantes.

O faturamento no Pavilhão da Agricultura Familiar chegou a R$ 2,82 milhões, valor um pouco mais da metade do faturamento de 2019, apesar de o público visitante ter sido seis vezes menor em relação à feira de dois anos atrás. No setor de máquinas e implementos agrícolas, o mais rentável do evento, o volume de negócio bateu R$ 1,42 bilhão. O setor automobilístico somou receita de R$ 200,3 milhões, crescimento de 43,6% na comparação com a última Expointer presencial.

Os 108 artesãos participantes da 38º Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul (Expoargs), realizada no Pavilhão do Comércio, comercializaram R$ 650 mil durante os nove dias de evento. A venda de animais somou R$ 854,8 mil. O número ficou abaixo do resultado de 2019, porque na 44º Expointer não ocorreram leilões presenciais, o que costuma movimentar valores expressivos.

Para o vice-governador do RS, esta edição da feira tem um duplo significado. “O significado de sempre, do que representa para o povo e para o agro gaúcho, mas também o que representa para os grandes eventos. Não tenho dúvida de que o que nós fizemos aqui, observando todos os protocolos sanitários, servirá de exemplo para grandes eventos”, disse Ranolfo.

O vice-governador disse que a Expointer, que retornou de forma presencial depois de ter ocorrido no ambiente digital em 2020, serve de palco para os gaúchos mostrarem a vocação do Estado ao Brasil e ao mundo.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...