Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Após campanha de prevenção, estelionato tem queda de 28% na média móvel em SC
A incidência de golpes virtuais tinha registrado aumento de 85% com o isolamento social, em decorrência da pandemia.
Governo SC
por  Governo SC
07/10/2021 15:20 – atualizado há 24 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

A campanha de prevenção ao crime de estelionato, lançada pelo Governo do Estado em 18 de agosto, contribuiu para uma redução de 28% no número de casos registrados diariamente. A média de sete dias, quando do lançamento da campanha "Desconfie sempre, não caia em golpes", era de 187 casos; em 30 de setembro, esse número caiu para 135. A incidência de golpes virtuais tinha registrado aumento de 85% com o isolamento social, em decorrência da pandemia.

Os dados são analisados todas as semanas pelo Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de SC e, para esse crime, segundo pesquisa da Diretoria de Inteligência e Estatística (DINI) da Secretaria de Segurança Pública, 97% deles não teriam ocorrido se a vítima tivesse algum conhecimento sobre os golpes. "Vamos continuar monitorando os números e, caso seja necessário agirmos com outras ações, assim faremos", afirmou o presidente do Colegiado, Coronel BM Charles Alexandre Vieira.

De acordo com levantamento feito pela DINI, os golpes mais recorrentes em Santa Catarina continuam sendo: clonagem do WhatsApp, anúncio de compra e venda de veículos, duplicação de perfil de WhatsApp, compras pela internet de maneira geral, falso empréstimo, clonagem de cartão e anúncio de imóveis. No site da Polícia Civil, a população tem acesso à cartilha informativa contendo os principais golpes realizados no estado, dicas de como se prevenir de cada um deles e orientações de como agir, caso a pessoa já tenha sido vítima.

Polícia Civil prende quadrilha que praticava o golpe do intermediário

A Polícia Civil de Santa Catarina cumpriu, no decorrer desta semana, quatro mandados de prisão temporária na cidade de Cuiabá, no Mato Grosso. Em investigação da PC/SC, ficou demonstrado que uma quadrilha especializada no 'golpe do intermediário', sediada na cidade de Cuiabá/MT e Várzea Grande/MT, teria cometido crime de estelionato (virtual) contra duas vítimas, em Florianópolis, ocasionando prejuízos financeiros em torno de R$ 70 mil.

Neste tipo de delito, geralmente praticado através de um site, os fraudadores utilizam anúncios de terceiros para negociar veículos usados ou seminovos. O objetivo do golpe é clonar anúncios reais e receber o pagamento do comprador interessado pelo veículo. Os suspeitos identificados responderão pelos crimes de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...