Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Esporte
Pia convoca Formiga para despedida da seleção em Torneio Internacional
A veterana, de 43 anos, foi convocada para o Torneio Internacional de Futebol Feminino, que será disputado entre os dias 25 de novembro e 1º de dezembro em Manaus.
EBC Esportes
por  EBC Esportes
09/11/2021 13:21 – atualizado há 57 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A volante Formiga terá direito a uma partida de despedida da seleção brasileira. A veterana, de 43 anos, foi convocada nesta terça-feira (9) pela técnica Pia Sundhage para o Torneio Internacional de Futebol Feminino, que será disputado entre os dias 25 de novembro e 1º de dezembro em Manaus, na Arena da Amazônia. A treinadora chamou 24 jogadoras para a competição, que será realizada em formato de quadrangular e também reunirá Índia (dia 25), Venezuela (dia 28) e Chile (dia 1º), em horários a serem confirmados.

"Vamos fazer a despedida no primeiro jogo, contra a Índia. A Formiga é uma das maiores jogadoras que o Brasil já teve. Esteve em praticamente todas as grandes competições e Manaus poderá estar junto e vivenciar este momento. Ela estará junto com a família. Faremos uma grande festa para um dos ícones da modalidade no país", afirmou a coordenadora de seleções femininas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Duda Luizelli, em entrevista coletiva.

A última partida de Formiga pela seleção foi o empate sem gols com o Canadá, pelas quartas de final da Olimpíada de Tóquio (Japão) - as canadenses venceram nos pênaltis por 4 a 3. Ela foi substituída aos 27 minutos do segundo tempo pela também volante Angelina, que é 23 anos mais nova. Foi o 233º jogo da camisa 8 pelo time brasileiro, que atualmente defende o São Paulo.

A exceção do ataque, a predominância na convocação de Pia é de atletas de equipes do país. Entre goleiras, defensoras e meio-campistas, são 19 jogadoras, sendo que 14 delas atuam no futebol nacional. Atual vice-campeão brasileiro, o Palmeiras tem cinco representantes, seguido pelo campeão Corinthians (quatro), São Paulo (três), Santos e Grêmio (um cada).

No ataque, as cinco jogadoras chamadas pela treinadora sueca competem no exterior. Duas delas (Kerolin e Geyse) defendem o Madrid CFF (Espanha), que divide com o Corinthians posto de segundo clube com mais convocadas (quatro). Além das atacantes, o time espanhol é representado pelas zagueiras Antonia e Daiane.

Após dois jogos fora de casa (uma derrota por 3 a 1 e um empate em 2 a 2) com a Austrália, 11ª colocada no ranking de seleções femininas da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e uma das principais forças da modalidade, o Brasil, sétimo, terá rivais menos tradicionais pela frente em Manaus. O Chile é o adversário mais bem posicionado (37º). A Venezuela é a 56ª e a Índia a 57ª. O torneio na capital amazonense é o último compromisso da equipe canarinho em 2021.

"O Brasil é uma seleção técnica, sempre dizemos isso, mas temos de evoluir o passe final. Em alta velocidade, você precisa da posição correta para isso. É o próximo passo. Espero que tenhamos a oportunidade de fazer isso. Além disso, podemos ter algumas jogadoras jovens aparecendo e aproveitando esse tipo de situação. Não importa contra quem você jogar, é preciso respeitar a organização. Retomar a bola alta e encontrar o passe final", disse Pia, também em entrevista coletiva.

As partidas em Manaus marcam a volta do público aos jogos da seleção feminina. A última partida com presença de torcedores foi a goleada por 4 a 0 sobre o México, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), em 15 de dezembro de 2019, antes do início da pandemia do novo coronavírus (covid-19). De lá para cá, a equipe nacional atuou quatro vezes no país, sempre com portões fechados. Nos duelos de setembro contra a Argentina, em João Pessoa e Campina Grande (PB), foi permitida somente a entrada de convidados.

"A arquibancada é mágica, principalmente nos dias de hoje. Naqueles jogos contra a Austrália, aquele cantinho da arquibancada onde estava reunida nossa torcida fez com que eu me sentisse brasileira. Um apoio absurdo. Será mais um ponto de virada [ter a torcida]. Não importa o tamanho, o importante é proporcionarmos um espetáculo a essa plateia. A torcida poderá aproveitar", concluiu a treinadora.


Convocadas

Goleiras: Letícia (Benfica, de Portugal) e Lorena (Grêmio).

Defensoras: Tamires, Yasmim, Érika (as três Corinthians), Bruninha (Santos), Antonia, Daiane (ambas Madrid CFF), Katrine, Tainara (ambas Palmeiras) e Lauren (São Paulo).

Meio-campistas
: Ary Borges, Júlia Bianchi, Thaís (as três Palmeiras), Angelina (OL Reign, dos Estados Unidos), Adriana (Corinthians), Ana Vitória (Benfica), Duda e Formiga (ambas São Paulo).

Atacantes
: Kerolin, Geyse (ambas Madrid CFF), Debinha (North Carolina Courage, dos EUA), Marta (Orlando Pride, dos EUA) e Giovana (Levante, da Espanha).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...