Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde
RS publica decreto que regulariza flexibilizações nos protocolos contra Covid-19
Em municípios com mais de 90% da população adulta, passaporte vacinal não será exigido, apenas recomendado.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
19/11/2021 09:30 – atualizado há 1 dia
Continua depois da publicidadePublicidade

O governo do Rio Grande do Sul publicou nesta sexta-feira decreto que regulariza as flexibilizações envolvendo a Covid-19 no Estado. O documento também reitera a situação de calamidade pública em relação à doença no estado e aborda as ações necessárias para prevenção e enfrentamento ao coronavírus. A partir do documento, estão retirados os tetos de ocupação de locais abertos e fechados, assim como a previsão de multas por descumprimento da lotação.

Em relação ao passaporte vacinal, fica a exigência para ingresso e permanência no interior dos seguintes estabelecimentos, eventos e/ou locais de uso coletivo. Para os municípios com mais de 90% de adultos vacinados, o comprovante de imunização passa a não ser obrigatório, somente recomendado:

• Competições esportivas com público;

• Eventos de entretenimento em locais fechados, como casas de festas, casas noturnas ou similares, ou em locais abertos, com controle de acesso de público;

• Feiras e exposições corporativas, convenções, congressos e similares;

• Cinemas, teatros, auditórios, circos, casas de espetáculos, casas de shows e similares; e

• Parques temáticos, de aventura, de diversão, aquáticos, naturais, jardins botânicos,zoológicos e outros atrativos turísticos similares.

São protocolos obrigatórios, conforme o decreto, as seguintes medidas:

• A disponibilização, por todo e qualquer estabelecimento, de produtos assépticos paralavagem das mãos, como sabão ou álcool 70% (setenta por cento), a seus empregados e clientes;

• A utilização, mantendo-se boca e nariz cobertos, de máscara de proteção individual para circulação em espaços públicos;

• A determinação, pelo encarregado, de encaminhamento imediato para atendimento médico e o afastamento do trabalho, conforme determinação médica, dos empregados dos estabelecimentos destinados à utilização simultânea por várias pessoas, de natureza pública ou privada, comercial ou industrial, fechado ou aberto, com atendimento a público amplo ou restrito, quando verificada a presença de sintomas de contaminação pelo novo coronvírus.

Ainda de acordo com o decreto, fica recomendada a adoção por todas as pessoas das seguintes medidas de prevenção e enfrentamento à pandemia de Covid-19:

• A observância do distanciamento social, restringindo a circulação, as visitas e as reuniões presenciais;

• A observância de cuidados pessoais, sobretudo da lavagem das mãos, antes e após a realização de quaisquer tarefas, com a utilização de produtos assépticos, como sabão ou álcool 70%, bem como da higienização, com produtos adequados, dos instrumentos domésticos e de trabalho;

• A observância do distanciamento interpessoal de dois metros, sempre que possível, e não menos de um metro, evitando-se a formação de aglomerações de pessoas nos recintos ou nas áreas internas e externas de circulação ou de espera, bem como nas calçadas, portarias e entradas dos prédios e estabelecimentos, públicos ou privados;

• A manutenção dos ambientes arejados e bem ventilados, garantindo a circulação e renovação do ar, com portas e janelas abertas, sempre que possível.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...