Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mundo
Países europeus estão endurecendo as restrições para não vacinados
O governo da Áustria determinou, no domingo (14), o confinamento parcial para os cerca de 2 milhões de pessoas que não completaram a vacinação contra o coronavírus no país.
AFP/Gazeta do Povo
por  AFP/Gazeta do Povo
19/11/2021 14:21 – atualizado há 20 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A Europa registrou na última semana uma alta de 5% no número de novas mortes por Covid-19, enquanto as demais regiões do planeta apresentam estabilidade ou estão em redução na quantidade de vítimas, apontou boletim divulgado na quarta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em resposta aos surtos, países europeus têm adotado medidas mais rígidas para tentar conter o vírus, incluindo lockdowns apenas para quem não se vacinou contra a Covid-19 e exigências de certificado de imunização em certos estabelecimentos e eventos.

Situação "dramática" na Alemanha

Foto: AF

A Alemanha tem enfrentado as piores taxas de infecções desde o início da pandemia e, pelo nono dia consecutivo, bateu recorde de novos casos diários de Covid-19 nesta quinta-feira. O país registrou 65.371 novos casos e 264 mortes pela doença nas 24 horas anteriores. No total, cerca de 98 mil pessoas já morreram devido à infecção no país.

Segundo o Instituto Robert Koch (RKI), a incidência de infecções também bateu recorde, com 336,9 novos casos por 100 mil pessoas. No entanto, as hospitalizações e mortes permanecem em níveis inferiores aos vistos nas ondas anteriores - embora o sistema de saúde de algumas regiões alemãs já esteja sobrecarregado.

Lockdown para não vacinados na Áustria

O governo da Áustria determinou, no domingo (14), o confinamento parcial para os cerca de 2 milhões de pessoas que não completaram a vacinação contra o coronavírus no país. Segundo o primeiro-ministro austríaco, o conservador Alexander Schallenberg, a situação é grave e a ação é necessária.

Pelas novas regras, desde a segunda-feira, os não vacinados podem sair de casa apenas para trabalhar, comprar produtos de primeira necessidade, praticar atividades físicas ou receber atendimento médico. As autoridades farão controles de circulação para garantir que as determinações sejam cumpridas e a multa para quem descumprir as regras é de até 1.450 euros (R$ 9 mil). A efetividade da medida de restrição será avaliada após dez dias.

O anúncio provocou uma corrida da população aos centros de vacinação desde a segunda-feira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...