Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Cooperativa gaúcha embarca amostras de lácteos para a China
CCGL quebra barreiras e exporta lácteos para a Ásia. No primeiro embarque priorizou venda de diversas amostras de leite em pó.
Jornal do Comércio
por  Jornal do Comércio
22/11/2021 08:06 – atualizado há 7 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A Cooperativa Central Gaúcha Ltda (CCGL) começou abrir caminhos para negociar lácteos com a China. O país asiático pode se transformar em um importante consumidor do leite brasileiro.

Há cerca de dois anos, a China passou a aceitar produtos lácteos vindo do Brasil, mas fez uma série de exigências burocráticas e sanitárias para receber o produto. Em novembro, a CCGL conseguiu ultrapassar essas barreiras e fez história ao exportar um palete com diferentes tipos de leite em pó para o gigante asiático.

A cooperativa embarcou amostras de leite em pó integral, instantâneo, desnatado, semidesnatado e sem lactose, com a esperança de que a qualidade do lácteo produzido no Rio Grande do Sul, seja reconhecida pelos chineses.

"Nesse leite exportado para lá foi necessário identificarmos produtor por produtor, rastrear leite desde o dia que saiu da vaca até chegar na indústria. Outra restrição, que nem todos produtores podem cumprir, é que a propriedade precisa estar certificada como livre de brucelose e tuberculose. Só foi possível botar esse leite na China porque temos 60% das propriedades cooperadas certificadas”, afirmou Caio Vianna, presidente da CCGL.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE