Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Alimentação como fator de prevenção à doenças em pauta nos grupos Assistenciais
O objetivo foi conscientizar sobre a importância da alimentação tanto como fator de prevenção, quanto como possível fator de risco para o câncer.
Ascom Prefeitura de Erechim
por  Ascom Prefeitura de Erechim
22/11/2021 09:22 – atualizado há 7 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Durante os meses de outubro e novembro, a nutricionista Jaine Micheli Mazon e a estudante e estagiária de nutrição Laura Spiazzi da Secretaria de Assistência Social estiveram promovendo ações acerca da campanha do Outubro Rosa e do Novembro Azul,com grupos de convivência atendidos pelas três unidades do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), do município, entre eles grupos de idosos e de recicladores.

Com o objetivo de conscientizar sobre a importância da alimentação tanto como fator de prevenção, quanto como possível fator de risco para o câncer, foram demonstrados dados de sobrepeso, obesidade, consumo alimentar e sedentarismo.

Segundo os especialistas, atualmente o sobrepeso/obesidade é o segundo maior fator de risco evitável para o desenvolvimento desta doença, perdendo apenas para o tabagismo. Considerando ainda que 55,2 % da população brasileira está em sobrepeso e 19,8% em obesidade, essa situação se torna ainda mais alarmante.

Salientou-se ainda, desta forma, a importância de manter-se ativo, seguindo uma alimentação saudável e mantendo níveis adequados de gordura corporal. As palestrantes destacaram, também, que cerca de 45% do consumo diário de calorias do brasileiro é de alimentos processados/ultraprocessados, enfatizando a importância de diminuir o consumo destes e preferir alimentos in natura, minimamente processados, como carnes, ovos, leite, feijão, arroz, tubérculos, verduras, legumes, frutas. "Precisamos eliminar ou regular o consumo em excesso de alimentos de baixa qualidade nutricional e dar ênfase ao consumo de alimentos saudáveis que servem como fator de proteção. A qualidade da alimentação influencia tanto de forma positiva como de forma negativa", pontuam.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE