Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Vereadores pedem que sobras do orçamento sejam utilizadas para realização de consulta, exames e cirurgias
Segundo Claudemir de Araújo (PTB), Renan Soccol (Progressistas) e Nadir Barbosa (MDB), uma parcela significativa da população aguarda por atendimento na área da saúde em Erechim.
Giuliano Olivar
por  Giuliano Olivar
30/11/2021 13:52 – atualizado há 34 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O tema saúde foi novamente pauta de pedidos encaminhados pelos vereadores Claudemir de Araújo (PTB), Renan Soccol (Progressistas) e Nadir Barbosa (MDB) ao Governo Municipal, durante a sessão da última segunda-feira (30). Segundo os parlamentares, uma parcela significativa da população aguarda por atendimento na área da saúde no município de Erechim.

“Estamos solicitando que o município repasse as sobras do orçamento de 2021 para a Secretaria Municipal de Saúde realizar consultas, exames e cirurgias represados. Nosso pedido baseia-se na real necessidade do Sistema Municipal de Saúde, que devido ao grande acúmulo não está conseguindo atender a demanda”.

Eles ressaltam que diariamente são procurados por munícipes que estão há meses – algumas há anos – aguardando na fila de espera para serem atendidas nas mais variadas especialidades. “É fato que com a saúde debilitada, demora no diagnóstico e consequentemente da cirurgia necessária, muitas dessas pessoas correm o risco de complicações e inclusive risco de morte. Entendemos que é urgente a realização de mutirões na área da saúde, afinal nossa comunidade precisa ser tratada com humanidade e respeito. A saúde precisa ser realmente prioridade, não no discurso, mas na prática. Ressaltamos ainda que a destinação destes recursos deve ser utilizada para atendimento exclusivo de pacientes residentes no município de Erechim.”

Nesse sentido, os vereadores solicitaram ao Poder Executivo que os futuros valores a serem recebidos de pagamento dos valores não empenhados pelo governo do Rio Grande do Sul no período de 2014 a 2018, referentes à participação estadual na manutenção dos programas municipais de saúde, sejam utilizados para realização de cirurgias eletivas.

Os parlamentares enfatizaram que, conforme amplamente divulgado nos noticiários, a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS) e o governo do Estado estão construindo proposta de aporte financeiro com intuito de sanar a demanda reprimida de média complexidade dos municípios na área da saúde, buscando reduzir a grande fila de espera por atendimento especializado proveniente do fechamento dos serviços pela covid-19. 

“O Estado também deve anunciar em breve a proposta de pagamento dos valores não empenhados no período de 2014 a 2018, referente a participação estadual na manutenção dos programas municipais de saúde, sendo que o valor aproximado a ser destinado para a cidade de Erechim é de R$ 3,7 milhões. Queremos que estes recursos sejam utilizados para a realização de cirurgias eletivas para auxiliar na redução da demanda reprimida”, completam Araújo, Soccol e Barbosa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...