Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Aeroporto de Passo Fundo ficará fechado até fim de janeiro de 2022
Pista do aeroporto teve melhorias e recebeu novos equipamentos que precisam ser atestados.
Jornal do Comércio
por  Jornal do Comércio
07/12/2021 14:32 – atualizado há 22 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Quem pretendia pegar um voo em Passo Fundo para Florianópolis no verão ou a Campinas ou Guarulhos vai ter de encontrar outro meio de transporte ou fazer as conexões usando outros aeroportos. A reabertura do aeródromo Lauro Kortz, fechado há quase 11 meses, não deve ocorrer antes do fim de janeiro de 2022. A informação foi publicada pelo Jornal do Comércio, nesta terça-feira.

Devido à demora nos processos que envolvem a homologação da pista e autorização para retomada de voos na cidade, o Departamento Aeroportuário do Estado (DAP) teve de pedir à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a prorrogação do fechamento. Isso é necessário para atualizar os avisos da condição de operação aeronáutica (Notam).

"Informamos que o operador solicitou alteração do período de execução dos serviços de obras para 11/01/2021 até 31/01/2022, portanto, o Aeroporto de Passo Fundo continua fechado para as operações aéreas", informa a Anac, por nota.

"Acho que vai ser fevereiro", projeta um realista secretário de Desenvolvimento Econômico de Passo Fundo, Diorges de Oliveira, sobre a reativação dos voos. A percepção traduz muito do que ainda terá de ser vencido para um avião descer na pista, fechada desde 11 de janeiro de 2021.

As companhias Azul e Gol aguardam com ansiedade a liberação. Antes da pandemia, em 2020, o aeródromo da maior cidade do Planalto gaúcho chegou a ser o segundo em transporte de passageiros, atrás de Porto Alegre. As duas aéreas já estavam com planos prontos para reinserir as rotas nas malhas de cada uma, tanto para a capital catarinense como para os dois hubs de São Paulo - Viracopos, que concentra a operação da Azul, e Guarulhos, que abastece as conexões da Gol. Sem contar a ligação com a Capital, pelos voos subregionais.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...