Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
Adolescente de 12 anos, moradora de Brusque, morre vítima da H3N2
Uma segunda morte por Influenza foi registrada no Estado, mas sem identificação do subtipo.
NDMais
por  NDMais
30/12/2021 22:43 – atualizado há 48 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Santa Catarina confirmou a primeira morte por H3N2 nesta quinta-feira (30). A informação foi divulgada pela Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina). A vítima, era uma adolescente de 12 anos, moradora de Brusque, que morreu em dezembro.

Além disso, a Secretária de Saúde também confirmou uma morte por Influenza de uma idosa de 96 anos, moradora de Joinville, registrada em dezembro. No entanto, o subtipo do vírus não foi identificado pela Dive.

Até dezembro de 2021 foram registrados 55 casos de influenza no Estado, sendo um caso de influenza A (H1N1) pdm09, dois casos de influenza B, 47 casos de influenza H3 e cinco casos de influenza A (não subtipo ou inconclusivo).

Na última semana, a Secretaria de Estado da Saúde já havia emitido um alerta orientando as cidades a realizar o protocolo indicado pelo Ministério da Saúde.

Em Santa Catarina, a vigilância do vírus influenza está sendo realizada através das coletas nas Unidades Sentinelas para Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave, além da análise de todos os caso de SRAG internados em UTI e óbitos.

H3N2

Na visão do diretor da Dive/SC, João Augusto Brancher Fuck, embora os resultados sobre a “proteína da superfície neuraminidase (N) ainda não tenham sido divulgados”, é provável que o vírus circulante no Estado seja o H3N2, considerando as informações sobre a doença nos outros estados do país.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...