Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rio Grande do Sul
FLURONA: Rio Grande do Sul confirma primeiro caso
O caso é de um homem de 21 anos, residente de Porto Alegre.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
05/01/2022 11:52 – atualizado há 28 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O governo do Rio Grande do Sul anunciou nesta quarta-feira a confirmação do primeiro caso de flurona, que é a infecção simultânea dos vírus influenza e coronavírus. A detecção foi confirmada no Laboratório Central do Estado (Lacen/RS). O caso é de um homem de 21 anos, residente de Porto Alegre, que apresentou sintomas gripais leves e não precisou de hospitalização.

Detecção foi confirmada no Laboratório Central do Estado (Lacen/RS) | Foto: SES / Divulgação / CP

A pessoa foi atendida dia 23 de dezembro na Capital, apresentando dor no corpo, cefaleia (dor de cabeça) e febre. Na mesma data, já regressou para casa. Ele não possui comorbidades e o resultado confirmatório de RT-PCR saiu no último dia 28. Investigações posteriores apuraram que o homem realizou apenas uma dose da vacina da Covid-19 em setembro do ano passado e não completou o esquema de duas doses. Ainda está em apuração a situação vacinal do homem contra a gripe.

O tipo de vírus da gripe detectado no homem foi o influenza A-H3N2. Esse tipo de vírus é um dos que compõe a vacina anual da gripe. Desde o início de dezembro, o Lacen já identificou 116 casos de influenza A-H3N2, incluindo entre eles dois óbitos (em residentes de Porto Alegre e São Francisco de Paula) e esse caso leve de codetecção com o coronavírus.

Diante do cenário da infecção conjunta de influenza e coronavírus, o infectologista do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), André Luiz Machado, critica o reduzido número de testes para a detecção do primeiro vírus oferecidos na rede de saúde de Porto Alegre. "A gente está testando menos influenza do que deveria. E isso muito se deve ao fato da facilidade que se tem pra testagem para Covid-19 em farmácias com testes de antígeno", explica.

Machado ressalta que muitas pessoas vão à farmácia e fazem teste de antígeno para Covid-19. E quando o resultado é negativo, "fica por isso mesmo". "A gente não vai ser diferente de outros países em relação a não ter flurona", salienta.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...