Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Clima
Onda de calor é a maior já registrada no centro da América do Sul
Erechim passou a barreira dos 35 graus na tarde desta quinta-feira.
Ndmais/Metsul
por  Ndmais/Metsul
13/01/2022 15:44 – atualizado há 33 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A nova onda de calor ingressa na sua fase mais extrema no Centro da América do Sul a partir desta quinta-feira (13) com expectativa de novos recordes de máximas na Argentina, Uruguai e no Brasil, mais precisamente nos estados do Rio Grande do Sul e em parte de Santa Catarina.

Em outros lugares do planeta o dia já amanheceu com a maior temperatura da sua história. Na Austrália foi registrado 50,7°C. A marca de 50,7ºC é ainda a maior para o Hemisfério Sul em todos os tempos e a mais alta no planeta em janeiro.

Em Santa Catarina as altas temperaturas estão presentes em todo o Estado, ultrapassando os 35ºC e podem causar temporais em alguns lugares.

A Defesa Civil de SC alertou para que a população fique atenta à essa mudança. Nas cidades do Oeste catarinense que fazem divisa com o Rio Grande do Sul, as máximas podem ultrapassar os 38ºC.

No Rio Grande do Sul o alerta da Defesa Civil local pede cuidado à população. Nesta área do país as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também indicam a permanência do tempo muito seco e temperaturas elevadas.

No Rio Grande do Sul, a MetSul antecipou que o calor aumentaria ainda mais nesta quinta e que o dia será tórrido na maioria das regiões gaúchas com calor histórico em algumas cidades. As marcas vão ser excepcionais no Oeste com até 41C a 43ºC, perto da maior máxima já anotada no Estado em um século de observações que é de 42,6ºC, de Alegrete (1917) e Jaguarão (1943).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...