Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Rio Grande do Sul
Sobe para 15 o número de mortes por dengue no Rio Grande do Sul em 2022
O governo do Estado aponta que 19.159 casos da doença já foram confirmados.
O Sul
por  O Sul
06/05/2022 20:56 – atualizado há 12 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Rio Grande do Sul registrou mais duas mortes causadas por dengue em 2022, chegando a um total de 15. O governo do Estado aponta que 19.159 casos da doença já foram confirmados.

As mortes mais recentes aconteceram nas cidades de Jaboticaba, no Norte do estado, e em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Cada um desses municípios registra duas mortes este ano.

As outras mortes foram nas seguintes cidades: Rondinha, Sapucaia do Sul, Cachoeira do Sul, Lajeado, Chapada, Cristal do Sul, Igrejinha, Dois Irmãos, Boa Vista do Buricá, cada uma com uma morte, e Horizontina (2), com duas.

O índice anterior, de 13, já era recorde histórico. No ano passado, o Rio Grande do Sul teve um total de 11 óbitos pela doença. Em 2020, foram seis e, anteriormente, o Estado passou anos com a doença considerada erradicada.

O número de casos contraídos dentro do RS, chamados de autóctones, também é o maior em um ano. Até o momento, mais de 400 municípios gaúchos foram considerados infestados pelo mosquito Aedes aegypti. É o maior número na série histórica do monitoramento, realizado desde 2000.

Alerta máximo

A SES (Secretaria da Saúde) decretou no dia 27 alerta máximo contra a doença. Com o expressivo número de casos e a larga distribuição do mosquito, o órgão reforça a necessidade de medidas de prevenção, principalmente a eliminação de locais com água parada, que servem de pontos para o desenvolvimento das larvas do mosquito.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE