Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde
Municípios gaúchos voltam a exigir uso de máscara em sala de aula
A decisão dos municípios ocorre em meio a uma leve alta no Rio Grande do Sul.
O Sul
por  O Sul
21/05/2022 20:18 – atualizado há 4 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Com um novo aumento de casos de Covid no Estado, alguns municípios gaúchos estão se mobilizando para voltar a exigir o uso de máscaras nas escolas. A prefeitura de Canoas, na região Metropolitana, irá retomar a obrigatoriedade do uso de máscaras em escolas da rede pública e conveniadas como forma de prevenir novos casos da doença. A medida foi publicada em decreto no município na noite desta sexta-feira (20). Mesma medida foi adotada pela cidade de Guaíba.

O decreto de Canoas dispõe ainda de recomendação para que as instituições particulares de ensino da cidade sigam a mesma orientação. O alto índice de infecções por Covid-19 nos últimos dias no município motivou a revisão da decisão.

De acordo com o prefeito em exercício, Nedy de Vargas Marques, a retirada foi em período experimental, e que o último alerta do governo do Estado pesou para a necessidade da volta das máscaras. “Em consequência disso, pensando na preservação da saúde da comunidade escolar precisei determinar a retomada do uso das máscaras nas escolas do município e nas conveniadas”, frisou.

Já em Capão da Canoa, no Litoral Norte, a medida está valendo desde terça-feira (17) e seguirá pelos próximos dias, até que se avalie novamente o cenário epidemiológico.

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou que “recomenda a proteção para crianças de seis a 12 anos em ambiente escolar” – o acessório está totalmente desobrigado no Estado desde abril.

Alta de casos no RS

A decisão dos municípios ocorre em meio a uma leve alta no Rio Grande do Sul. O número de pacientes com Covid-19 em leitos clínicos chegou a 398 nesta sexta-feira, mesmo número da última quarta. Por sua vez, este é o maior índice desde o último dia 13 de março, quando havia 430 internações no RS.

Em 14 dias, o crescimento de internações nestes leitos é de 63,7%, já que em 6 de maio eram 243. Este aumento fez com que o governo do Estado emitisse avisos para as 21 regiões Covid nesta semana, após nove semanas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE