Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Cidade
Consciência e empatia: garis sofrem lesões com lixo mal embalado
Nas últimas semanas foram registradas várias ocorrências de lesões em garis devido ao descarte incorreto de materiais perfuro-cortantes como o vidro
Ascom Prefeitura de Erechim
por  Ascom Prefeitura de Erechim
24/05/2022 13:50 – atualizado há 20 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

A Prefeitura de Erechim, através da Secretaria de Meio Ambiente, pede que a população continue contribuindo e fazendo a sua parte em relação ao lixo. Também, àqueles que ainda não criaram o hábito do descarte correto, que tenham mais consciência e empatia em relação ao descarte do lixo. Nas últimas semanas foram registradas várias ocorrências de lesões em garis devido ao descarte incorreto de materiais perfuro-cortantes como o vidro, que deve ser embalado e devidamente identificado para evitar esse tipo de acidente.

Ainda, não menos recorrente, os sacos onde o lixo está acondicionado, por muitas vezes excede o volume suportado pelo plástico e estoura derramando o lixo pelas ruas, o que é prejudicial para toda a comunidade. Além disso, o excesso de peso dos sacos prejudica e dificulta o trabalho dos garis. Como diz o secretário de Meio Ambiente, Cristiano Moreira, os garis são fundamentais para esse processo.

“Temos que ter a consciência de que os garis não são os homens do lixo. Muito pelo contrário, eles são os homens da limpeza, responsáveis por todo o recolhimento do lixo que é depositado na rua pela população. Por isso pedimos por mais empatia. Separem o lixo. Materiais como vidro devem estar identificados para que os garis não se cortem. Os sacos de lixo não devem ultrapassar o volume que a embalagem suporta. Essa habilidade de pensar no próximo facilita muito esse processo. Você, na sua casa, quando descarta o lixo tem que ter em mente que o trabalho não termina ali. Depois de depositado nas ruas tem o trabalho dos garis no recolhimento e das associações para a reciclagem. É toda uma engrenagem que só será eficaz se cada um fizer a sua parte. Reforço que o trabalho dos garis é fundamental e extremamente necessário, por isso pedimos consciência e empatia na hora de descartar o seu lixo”, finaliza Cristiano Moreira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE