Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação Agência Brasil
Saúde
Segunda etapa da vacinação contra influenza e sarampo vai até sexta (03)
Objetivo da campanha é evitar óbitos e pressão sobre sistema de saúde
Agencia Brasil
por  Agencia Brasil
01/06/2022 11:58 – atualizado há 28 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Termina sexta-feira (3) a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e Sarampo. O público-alvo dessa fase inclui idosos, trabalhadores da área de saúde, crianças com idade entre 6 meses e 5 anos, gestantes e puérperas, povos indígenas, professores e pessoas com comorbidades.

A expectativa inicial anunciada pelo Ministério da Saúde é imunizar, nas cerca de 38 mil unidades básicas de saúde (UBS), 90% do público-alvo que corresponde a 76,5 milhões de pessoas.

Na primeira fase, voltada a idosos com 60 anos ou mais e a trabalhadores da saúde, o ministério anunciou “mais de 50 mil” postos dedicados à vacinação no país. Naquela etapa, idosos e trabalhadores de saúde receberam a vacina contra a influenza. Aos da saúde foi sugerida a atualização da Caderneta de Vacinação para aqueles que não tomaram o imunizante contra o sarampo.

Duas vacinas

“Vale lembrar que as crianças precisam receber, além da vacina contra a influenza, o imunizante contra o sarampo. Não há necessidade de cumprir intervalo para a aplicação das doses. Dessa forma, as duas vacinas poderão ser administradas no mesmo dia. Desde a primeira etapa, os profissionais de saúde também podem atualizar a carteira de vacinação com a tríplice viral”, destacou o ministério.

Idosos e trabalhadores de saúde que não se vacinaram na primeira etapa da mobilização serão atendidos na segunda fase. No caso das crianças de seis meses a menores de 5 anos que já receberam ao menos uma dose da vacina contra a influenza, deve-se considerar o esquema vacinal com apenas uma dose em 2022.

Para as crianças que serão vacinadas pela primeira vez, a orientação é agendar a segunda dose contra gripe para 30 dias após a primeira. No caso das que precisam tomar a vacina contra o sarampo, não há necessidade de cumprir intervalo com a da gripe. As duas vacinas poderão ser administradas no mesmo dia”, informou o ministério logo nos primeiros dias da segunda etapa.

O Ministério da Saúde orienta a todos dos grupos prioritários que busquem os postos para que o Brasil tenha alta cobertura vacinal, de forma a interromper a circulação do sarampo e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da gripe, “evitando novos óbitos e possível pressão sobre o sistema de saúde”.

Confira o público que será atendido nesta segunda etapa:

- Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);

- Gestantes e puérperas;

- Povos indígenas;

- Professores;

- Comorbidades;

- Pessoas com deficiência permanente;

- Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;

- Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;

- Trabalhadores portuários;

- Funcionários do sistema prisional;

- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;

- População privada de liberdade.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE