Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Flávia Dias - Comunicação/HSVP Passo Fundo
Rio Grande do Sul
HSVP de Passo Fundo é o primeiro hospital do Brasil a realizar cirurgia com robô de segunda geração
Cirurgia ainda necessita de um médico para ser realizada, mas o robô trará grande exatidão nos procedimentos
Flávia Dias - Comunicação/HSVP Passo Fundo
por  Flávia Dias - Comunicação/HSVP Passo Fundo
02/06/2022 16:46 – atualizado há 28 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, em parceria com a Clínica IOT, anunciou nesta quarta-feira, 1 de junho, a realização de cirurgias robóticas ortopédicas. Desta forma, a Instituição Hospitalar se torna a primeira do Brasil a utilizar robô de segunda geração, um dos mais atuais do mercado.

O Presidente do HSVP, José Miguel Rodrigues da Silva, destacou que esse momento marca uma nova fase de investimentos tecnológicos para a saúde dos pacientes. "Seguimos, constantemente, em busca das melhores soluções para garantir que a nossa população tenha acesso ao que há de melhor em tratamentos. Esse é nosso compromisso: inovar na saúde, com responsabilidade e segurança".

Estimativas de instituições internacionais apontam que cerca de 8,5 milhões de pacientes já foram operados através de cirurgias robóticas no mundo. "A redução do risco de infecção acelera o retorno do paciente à vida normal, diminuindo o tempo de internação e de recuperação e, sem dúvidas, proporcionando para a equipe e para o paciente uma abordagem menos invasiva", disse o Dr. Adroaldo Mallmann, Diretor Técnico Médico do Hospital.

O responsável pelo Serviço de Cirurgia de Joelho do IOT e integrante do Corpo Clínico do HSVP, o Dr. André Kuhn agradeceu a confiança da direção do Hospital. "Nos orgulha sermos pioneiros em trazer essa tecnologia médica para nosso país. Somos os primeiros do país a ter esse robô de segunda geração, com um sistema de tendência mundial. É algo totalmente novo, compacto e de fácil utilização. Nos dá precisão e isso melhora muito o resultado das cirurgias, a funcionalidade e a qualidade de vida, diminuindo complicações e o custo assistencial", contou o médico.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE