Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Saúde
Maiores de 50 anos poderão fazer segundo reforço da vacina contra a Covid-19 em breve, anuncia Queiroga
Ampliação do grupo elegível para o segundo reforço ocorre no momento em que Brasil registra alta de internações e óbitos
Correio do Povo
por  Correio do Povo
02/06/2022 17:11 – atualizado há 35 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta quinta-feira que a população acima de 50 anos poderá receber, em breve, o segundo reforço da vacina contra a Covid-19. "Mais de 50 milhões de brasileiros já receberam a primeira dose de reforço e já avançamos na segunda dose de reforço. Planejamos aplicar a segunda dose de reforço em todos aqueles acima de 50 anos", disse o ministro durante um evento em Brasília.

O anúncio ocorre no momento em que o Brasil enfrenta uma alta de novos casos de Covid-19, muitos deles subnotificados, acompanhados de crescimento das internações e também de mortes. O Brasil vive um aumento significativo de casos leves de Covid-19, a maioria não diagnosticada. Na outra ponta, os hospitais registram crescimento das internações por síndrome respiratória aguda grave, sendo que quase 60% dos pacientes estão infectados pelo coronavírus.

O Ministério da Saúde autorizou em março a aplicação da quarta dose para idosos acima de 80 anos. Na ocasião, indivíduos com imunossupressão também podiam tomar o chamado segundo reforço. Alguns estados expandiram a vacinação para todos os idosos com 60 anos ou mais.

Espera-se que o ministério siga o mesmo intervalo de tempo adotado entre os reforços anteriores: quatro meses. Na semana passada, a pasta autorizou também a aplicação do reforço para adolescentes de 12 a 17 anos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE