Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde

Municípios em calamidade podem solicitar recursos para compra de equipamentos

O valor repassado irá variar de R$ 100 mil a R$ 400 mil por cidade, de acordo com o porte populacional.

Assessoria
por  Assessoria
06/06/2024 22:09 – atualizado há 8 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

Municípios que tiveram reconhecida a condição de calamidade pública pelo governo do Estado podem solicitar recursos para recuperação de equipamentos e mobiliários de estabelecimentos de saúde. Foram destinados, por meio da Secretaria da Saúde (SES), R$ 15,3 milhões para auxiliar os municípios a restabelecerem os serviços assistenciais prestados à população.

O valor repassado irá variar de R$ 100 mil a R$ 400 mil por cidade, de acordo com o porte populacional. Até o início desta semana, 54 dos 95 municípios em calamidade pública relataram danos em equipamentos ou mobiliários em estabelecimentos de saúde.

A titular da SES, Arita Bergmann, explicou que a prioridade do uso do recurso caberá aos municípios, que podem usar em Unidades Básicas de Saúde, farmácias municipais, Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), entre outros tipos de serviços municipais. O valor não se aplica a hospitais, que receberam verbas separadamente.

O prazo de execução dos recursos é de seis meses, a contar da data do repasse dos valores, podendo ser justificadamente prorrogado, a critério da gestão estadual. As prefeituras deverão realizar a prestação de contas da aplicação dos valores.

A destinação do recurso foi autorizada pela Portaria SES 333/2024 e será feita em parcela única, na modalidade fundo a fundo (do Fundo Estadual de Saúde aos Fundos Municipais de Saúde), sendo condicionada à avaliação da equipe técnica da Secretaria da Saúde.

Valores por municípios

  • R$ 100.000,00 para municípios com até 10.000 habitantes;
  • R$ 200.000 para municípios com mais de 10.000 habitantes até 50.000 habitantes;
  • R$ 300.000,00 para municípios com mais de 50.000 habitantes até 100.000 habitantes;
  • R$ 400.000,00 para municípios com mais de 100.000 habitantes.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE