SEGURANÇA

  • 01/01/2013 (18:52:00)

Cotiporã

Brigada mantém o cerco e divulga imagens de assaltantes foragidos

A Brigada Militar na serra gaúcha divulgou no Facebook as fotos e características de quatro foragidos que podem ter participado do assalto à fábrica de joias Guindani e se escondido no mato depois de fazer reféns, na madrugada de domingo

A Brigada Militar na serra gaúcha divulgou no Facebook as fotos e características de quatro foragidos que podem ter participado do assalto à fábrica de joias Guindani e se escondido no mato depois de fazer reféns, na madrugada de domingo. No confronto, morreram Elisandro Rodrigo Falcão, um dos líderes da quadrilha responsável por 90% dos ataques a bancos com o uso de explosivos no Estado em 2012, além de Sergio Antonio Ritter e Paulo César da Silva. A suspeita é de que cinco continuem foragidos, já que as câmeras de monitoramento da indústria mostraram oito criminosos se movimentando. Com fotos, a BM listou como suspeitos Luciano da Silveira, de 34 anos e 1,76m de altura; Dejair Jorge Santos dos Reis, de 39 e 1,82m, Carlos José Machado dos Santos, de 40 anos e 1,72m, e Carlos da Silva, de 35 e 1,80m de altura, irmão de Paulo Cesar, um dos três mortos no confronto. As buscas prosseguem em Cotiporã. A BM suspeita, inclusive, que a quadrilha possa estar mantendo outra família em cárcere privado até que o cerco da BM seja desmobilizado.