ENTRETENIMENTO E LAZER

  • 18/10/2015 (10:17:28)

  • Julio Mocellin

  • Repórter: Andréia Dal Vesco

BRINCAR É FUNDAMENTAL

Brincadeiras divertidas para os dias de chuva

Com um pouco de organização, criatividade e paciência, dá para distrair as crianças enquanto o tempo não melhora.


As crianças de hoje têm muito acesso àtecnologia. Televisão, jogos eletrônicos, videogames estão presentes em quase todos os lares e podem ser acessados de qualquer lugar por meio de dispositivos móveis como notebooks, tablets e aparelhos de celular. Poucas as crianças que podem brincar livremente pelas ruas e calçadas. Elas divertem-se praticamente sem se movimentar.

Seria importante que os pais limitassem o tempo gasto com tecnologias e aumentassem o tempo gasto brincando! Pois, brincar promove a socialização, integração e a noção de cooperação na criança. Além de desenvolver os aspectos cognitivo, psicomotor e afetivo.
Mas a chuva tem dado as caras com frequência?

Quem tem criança sabe como é difícil mantê-las por muito tempo fechadas dentro de casa, principalmente em dias chuvosos. Com um pouco de organização, criatividade e paciência, dá para distrair as crianças enquanto o tempo não melhora. Mas não se esqueça que brincar junto é fundamental.

Pode-se fazer uma receita com ajuda das crianças, inventar brinquedos utilizando sucatas, preparar massa de modelar e tinta caseiras, pintar e desenhar, criar cabanas com lençol, etc.

Veja mais algumas ideias de brincadeiras para os dias de chuva:

1. Alerta cor
Uma pessoa é escolhida para ser o pegador e os demais ficam espalhados. O pegador diz “alerta cor!” e os demais perguntam “que cor?”. O pegador, então, escolhe uma cor e todos deverão tocar em algo dessa cor para ficarem salvos, caso contrário, poderão ser pegos.

2. Arranca rabo
Cada participante ganha uma tira de tecido (pode ser um lenço) para pendurar na parte de trás da calça, como se fosse a cauda de um animal. Ao sinal, todos correm tentando arrancar a cauda dos outros participantes. Vence quem conseguir juntar mais caudas, sem perder a sua.

3. Cada macaco no seu galho
Um participante é escolhido para ser o caçador, os demais serão os macacos. Os macacos fazem uma roda e o caçador fica no meio. Os macacos vão girando a roda. Quando o caçador gritar “cada macaco no seu galho!”, eles deverão correr e subir em algum lugar alto (cadeira, escada, etc). Enquanto estiverem no chão, poderão ser pegos pelo caçador.

4. Chicotinho queimado
Pegar um pedaço de pano para ser o chicotinho queimado. Um participante será o mestre e esconderá o chicotinho sem que as outras vejam. Depois todos saem para procurar. Quando um participante chegar perto do chicotinho escondido o mestre deverá dizer “está esquentando”; se ele se afastar, o mestre dirá “está esfriando”. Vence quem conseguir achar o chicotinho.

5. Corrida de três pernas
Desenhe uma linha de chegada no chão. Forme duplas com os participantes e amarre a perna direita de um com a perna esquerda do outro. Ao sinal da largada, as duplas deverão correr até a linha de chegada. Vence a dupla que chegar primeiro sem cair ou soltar as pernas amarradas.

6. Morto vivo
Os participantes ficam em fileira e um é escolhido para ser o mestre. Quando o mestre gritar “morto”, os participantes agacham; quando gritar “vivo”, os participantes ficam em pé e levantam os braços. E assim ele vai alternando, acelerando e reduzindo a velocidade. Quem errar, sai da brincadeira. Quem conseguir ficar até o final, vence.

7. O mestre mandou
Escolher um participante para ser o mestre. Os demais obedecerão a ele. O mestre dá uma ordem, começando com “o mestre mandou”, por exemplo: “o mestre mandou pegar uma pedrinha”. Quem não pegar sai, quem pegar continua. Até que sobre somente um participante, que será o novo mestre.