PET

  • 03/01/2017 (17:49:36)

  • Repórter: Gazeta do Povo

  • Fotógrafo: Henry Milleo/Gazeta do Povo

Proposta Lei dos fogos sem barulho

Vereadora quer proibir fogos de artifício em Curitiba para proteger animais

Fabiane Rosa (PSDC) defende que os artefatos são danosos à saúde de cães, gatos e aves



A vereadora de Curitiba, Fabiane Rosa (PSDC), apresentou um projeto de lei que tem o objetivo de proibir a queima de fogos de artifício no município de Curitiba. Pela proposta da vereadora ficariam banidos quaisquer tipos fogos e artefatos pirotécnicos. Segundo a justificativa do projeto, a medida é para evitar danos e perturbações aos animais, especialmente cães, gatos e aves.

Fabiane Rosa argumenta que os fogos de artifício podem levar os animais a quadros de ansiedade, tremores, taquicardia, latido e choro excessivo e até mesmo à morte em casos extremos.

“As situações de alegria para os seres humanos se transformam em situações de sofrimento para muitos animais. É importante refletir sobre como uma conduta social considerada normal, aceitável pode ultrapassar os limites de bem-estar de outros seres que compartilham o ambiente com os seres humanos”, diz a justificativa da proposta.

A vereadora diz que já está conversando com outros parlamentares para convencê-los da importância de aprovar a medida e que prevê a realização de uma audiência pública sobre o tema já para o mês de fevereiro, quando a Câmara retoma o trabalho legislativo.

A parlamentar foi eleita com uma plataforma de defesa do direito dos animais e na primeira sessão do ano na Câmara Municipal foi assinar o termo de posse no cargo acompanhada de um cachorro.

Além do bem-estar dos animais, o texto defende que o banimento de fogos de artifício também beneficia os humanos. Ela cita a quantidade de queimaduras causadas pelos artefatos e o incômodo que eles geram a crianças e idosos.