GENTE

  • 16/03/2017 (21:05:31)

  • Repórter: Assessoria/UFFS/Erechim

  • Fotógrafo: Divulgação

Erechim

Design de Moda do IFRS obtém conceito de excelência no Enade

Curso ofertado no Campus Erechim apresentou a maior nota contínua entre as instituições avaliadas pela edição de 2015 do exame


No dia 8 de março de 2017, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou os Indicadores da Educação Superior 2015. Entre eles está o Conceito Enade, que compila o resultado da avaliação dos estudantes concluintes de graduação em prova específica. O curso superior de Tecnologia em Design de Moda do Campus Erechim do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) obteve o conceito 5 no exame, que demonstra um desempenho excelente em relação ao referencial de qualidade (o índice varia de 1 a 5, em que 1 representa um desempenho inexistente e 5 o desempenho máximo). Dos 57 cursos da área avaliados na edição de 2015, os estudantes do IFRS conquistaram o maior conceito contínuo (4,774), e o curso é o único ofertado por uma instituição pública brasileira a receber a nota máxima na avaliação.

Realizado no segundo semestre de 2015, o Enade contou com a participação dos 18 concluintes do curso naquele ano. Para Fernanda Caumo Theisen, coordenadora do Design de Moda, o conceito representa o resultado de um trabalho realizado com qualidade por todos os servidores da instituição: “Temos um grupo competente e, sobretudo, estudantes dedicados, que aprendem durante a sua formação a relacionar os conhecimentos teóricos e práticos para aplicá-los de forma interdisciplinar”. O significativo desempenho, ainda para a coordenadora, é um compromisso do IFRS como instituição pública que busca a excelência do ensino aliada ao desenvolvimento da região.

Sobre o conceito Enade (CE)
É um indicador de qualidade calculado a partir dos desempenhos dos estudantes concluintes dos cursos de graduação no Enade. O indicador é resultante da média ponderada da nota padronizada dos concluintes na prova de Formação Geral (10 questões, sendo 8 objetivas e duas discursivas, comum para todas as áreas avaliadas) e na de Conhecimento Específico (30 questões, sendo 27 objetivas e três discursivas). Em 2015; 3,4% dos concluintes que fizeram o Enade obtiveram o conceito 1; 26,9%, o conceito 2; 42,7%, o conceito 3; 18,8%, o conceito 4 e 5%, o conceito 5.