AGRICULTURA

  • 24/10/2013 (22:08:39)

  • Assessoria

JACUTINGA

administração cria incentivos para avicultura

Começou nesta semana a terraplanagem do primeiro aviário do Programa Municipal de Apoio à Implementação de Projetos para a Produção de Aves em Escala Comercial de Jacutinga

Começou nesta semana a terraplanagem do primeiro aviário do Programa Municipal de Apoio à Implementação de Projetos para a Produção de Aves em Escala Comercial de Jacutinga. O Programa é uma parceria entre o Poder Público Municipal, Emater e entidades vinculadas ao setor.

Segundo a secretária de Agricultura e Meio Ambiente, Clarice Coghetto, esse será o projeto piloto. “Queremos obter êxito e a partir deste poder implantar outros. Precisamos manter-nos focados nas estratégias e metas estipuladas. Não resta qualquer dúvida de que somente nós jacutinguenses devemos protagonizar o nosso desenvolvimento, pois ninguém tem qualquer interesse em realizar este papel que é somente nosso”, frisou.

Para o chefe do escritório da Emater, Darci De Ré, o Programa irá contribuir significativamente para o desenvolvimento econômico municipal, e deverá minimizar os impactos negativos causados pelos eventos climáticos.

A obra será na propriedade do agricultor Ilacir Busnello, residente na comunidade da Linha Engenho Grando, cerca de quatro quilômetros da cidade. O projeto prevê 1.600 metros quadrados que abrigará 16 mil aves. Uma obra estimada no valor de R$ 150 mil reais, tendo como contra partida do Município de R$ 3,00 por ave, neste caso, R$ 48 mil reais.

O Programa

O município de Jacutinga/RS possui sua economia baseada na agropecuária, onde 68% do Produto Interno Bruto – PIB do município advém do setor primário. Dada a relevante importância deste setor de desenvolvimento, foi criado como estratégia de incremento da receita municipal, focar e apoiar as iniciativas que vierem a ser desenvolvidas, nas atividades avicultura comercial. Outro dado é que 80% das propriedades do município possuem menos de quatro módulos rurais.

O Programa é direcionado para agricultores familiares ou não, que atuam no município e desenvolvem atividades no setor agropecuário. Contemplando, prioritariamente a aqueles que possuem sucessor na propriedade e que ainda tenham vocação nas atividades propostas, evidenciada pela atuação e experiência adquirida ao longo do tempo e, que possuam interesse e espírito empreendedor.