AGRICULTURA

  • 04/12/2013 (17:36:32)

  • Julio Mocellin

  • Repórter: Edenir Zardinello/Rdio Atual FM

  • Fotógrafo: Edenir Zardinello

BARREIRISTAS DA CIDASC

Protesto interrompe trânsito da BR 153 em Concórdia.

Fiscais Agropecuários da CIDASC realizando por volta das 15h um protesto na BR-153, divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul

Fiscais Agropecuários da CIDASC realizando por volta das 15h um protesto na BR-153, divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul. Eles interromperam o trânsito de veículos e caminhões por pelo menos 1h. A Polícia Rodiviária Federal acabou sendo acionada e os manifestantes tiveram que liberar a via. Alguns fiscais que estavam no local com veículos também foram multados.

A mobilização dos fiscais ocorre em todo o Estado. Eles anunciaram na manhã de ontem greve por tempo indeterminado e cobram do Estado melhores salários e condições de trabalho. De acordo com a servidora Iolanda da Rosa, o Estado não está atendendo os pleitos da categoria e a intenção a partir de agora é esperar uma solução para o impasse salarial e no que se refere às condições de trabalho. Ela reitera que os fiscais foram substituídos nas barreiras por servidores de outras áreas que não entendem do assunto.

Preocupação

As barreiras sanitárias são decisivas para a assinatura de contratos comerciais, como o recente acordo firmado com o Japão, para a exportação de carne suína. O trabalho nas barreiras é fundamental nas auditorias de países importadores de produtos de origem animal e vegetal, pois na maioria das vezes envolvem visitas a um frigorífico, um estabelecimento agropecuário e uma Barreira Sanitária da Cidasc.

O trabalho cotidiano nas barreiras da Cidasc garante a prevenção de uma série de problemas para produção e comercialização agropecuária. Nos focos de aftosa, recentemente detectados no Paraná e Paraguai, estes trabalhadores foram linha de frente mostrando empenho e competência para garantir que não chegassem a oferecer risco à agropecuária catarinense.