ECONOMIA

  • 10/01/2019 (22:13:11)

  • Repórter: NSC

Polêmica em SC

IMA libera licença ambiental prévia para porto de cruzeiros em Balneário Camboriú

Prefeitura não quer instalação do porto e afirma que cidade não tem interesse na obra.

BC Port (Foto: Reprodução)

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) emitiu a licença ambiental prévia (LAP) para o BC Port, projeto de um porto de transatlânticos em Balneário Camboriú. A licença é válida por 60 meses e prevê uma série de condicionantes. Entre eles, ações ambientais que abrangem desde o monitoramento de baleias e tartarugas nas praias próximas, até o controle morfológico da Praia Central.

São 29 programas ambientais no total, com períodos distintos de implantação e execução – alguns deles devem começar antes mesmo do início das obras. A empresa terá, por exemplo, que monitorar o ruído subaquático, para garantir o mínimo de importunação aos animais marinhos. Antes disso, no entanto, será necessário obter a licença ambiental de instalação (LAI), que exige que o empreendimento tenha as autorizações de todos os órgãos envolvidos.

O projeto do BC Port enfrenta resistência na prefeitura de Balneário Camboriú. O prefeito Fabrício OIiveira (PSB) enviou ofício à Antaq em que afirma que o empreendimento não é de interesse da cidade, porque causaria um grande impacto "comprometendo toda a estrutura de serviços públicos". Alegou, ainda, que a aprovação do porto de transatlânticos inviabilizaria o alargamento da faixa de areia da Praia Central.