CIDADE

  • 15/01/2019 (11:03:55)

  • Da Redação

  • Repórter: Agrolink

Situação de emergência

Município de Barracão decreta situação de emergência

No total, 15 municípios sofreram problemas em razão das chuvas no Estado.

Chega a 11 o total de municípios que decretaram situação de emergência após as fortes chuvas que causaram alagamentos e enchentes no Estado, principalmente na Fronteira Oeste. E a chuva que castiga a Fronteira Oeste não deve dar trégua. Neste domingo, continua a  condição de tempo abafado e pancadas de chuva em todo o Estado, em especial em municípios na divisa com a Argentina. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mantém alerta amarelo de “perigo potencial”.

Quase cinco mil pessoas ainda estão fora de casa no Rio Grande do Sul em razão das chuvas dos últimos dias, principalmente na Fronteira Oeste. De acordo com levantamento divulgado pela Defesa Civil neste domingo, o número somado de desalojados ou desabrigados no Estado chega a 4.892. São 3.340 pessoas desalojadas e 1.552 desabrigadas no RS. No total, 15 municípios sofreram problemas em razão das chuvas no Estado.

São eles Alegrete, Bagé, Barra do Quaraí, Barracão, Dom Pedrito, Jaguari, Lavras do Sul, Manoel Viana, Pedro Osório, Quaraí, Rosário do Sul, São Borja, São Gabriel, São Francisco de Assis e Uruguaiana. O Rio Grande do Sul registrou uma morte causada pelas chuvas, em Alegrete, na Fronteira Oeste. Rios começam a baixar O final de semana ainda registrou pancadas de chuva nos municípios da Fronteira-Oeste, mas o nível das águas começou a baixar. Em Alegrete, o Ibirapuitã mede 12 metros e está baixando após o pico de 13,50m. Em Quaraí, o rio também recuou e mede 9,25m neste domingo. Em Dom Pedrito, o rio Santa Maria baixou nas últimas horas, medindo 5,70m. O mesmo ocorre em Uruguaiana, onde o rio Uruguai mede 8,24m.