EDUCAÇÃO

  • 06/03/2019 (11:42:03)

  • Repórter: SECOM/PME

  • Fotógrafo: Divulgação

Ano Letivo 2019

Secretaria de Educação de Erechim entrega Agenda Escolar 2019 e livros literários

A Secretaria Municipal de Educação (Smed) realizou a entrega da Agenda Escolar de 2019. Foram mais de 6.700 unidades distribuídas a estudantes das escolas públicas municipais de Erechim, sendo 3.300 alunos da Educação Infantil e 3.496 do Ensino Fundamental. As agendas possuem especificidades quanto aos níveis de ensino que permitem organizar a rotina escolar e dar suporte às diversas atividades realizadas ao longo do ano escolar.

A publicação traz adesivos referentes aos 100 anos do Município, a Educação Fiscal e de incentivo. Há um espaço para o controle de presença, para provas, avaliações e acompanhamento da rotina dos estudantes da Educação Infantil. A capa da agenda traz o Castelinho e a contracapa o Chafariz da Praça da Bandeira, patrimônios históricos de Erechim, alusivos ao centenário do município.

Vanir Clara Bernardi Bombardelli, reforça a importância deste recurso no contexto escola e família, por tornar-se um eficiente canal de comunicação ao longo do período de aulas. “A agenda escolar é um importante recurso na educação. É um instrumento que auxilia de forma muito positiva nossos alunos no decorrer do ano letivo e aproxima a escola de suas famílias”, destaca a Secretária Municipal de Educação.

Os estudantes da Educação Infantil começarão o ano letivo de 2019 com novos materiais pedagógicos. Além das agendas, também foi entregue às escolas públicas municipais de Educação Infantil mais de 3.700 livros literários. Destes, 59 títulos são voltados para os estudantes e 11 títulos são direcionados aos professores. Material selecionado com critérios e que contribuirá no processo de ensino e aprendizagem. A Secretária Vanir Clara ainda pontua: “São títulos diferenciados, escolhidos com muito apreço. Queremos que os nossos estudantes aproveitem e compreendam que ler é algo importante, pois esse hábito o acompanhará ao longo da vida”.