CIDADE

  • 23/03/2019 (10:31:45)

  • Repórter: Agência Brasil

Rompimento de barragem pode ocorrer a qualquer momento

Barragem da Vale em Barão de Cocais entra em alerta máximo

Empresa informou que a medida adotada nesta sexta-feira é preventiva

Nível de segurança da barragem, que estava em 2, foi elevado para 3, mas até o momento não há registro de vazamento ou rompimento | Foto: Reprodução / Record TV Minas / AU

Uma barragem da Vale em Barão de Cocais, em Minas Gerais, entrou em alerta máximo de rompimento na noite desta sexta-feira, com o acionamento das sirenes para alertar a população, informou a própria companhia de mineração. O nível de segurança da barragem, que estava em 2, foi elevado para 3, mas até o momento não há registro de vazamento ou rompimento, segundo a prefeitura de Barão de Cocais, 100 km de Belo Horizonte.

O tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais, destacou que "com essa informação de rompimento iminente, elevou-se o nível de segurança a 3. Houve a necessidade do acionamento das sirenes para cumprir o protocolo de segurança, mas não ocorreu evacuação imediata porque as zonas já tinham sido evacuadas no mês passado". Os habitantes da zona do dique Sul Superior, do complexo de mineração Gongo Soco, abandonaram a região no dia 8 de fevereiro passado, de maneira "preventiva".

A Vale informou que a medida adotada nesta sexta-feira é preventiva e foi decidida após um auditor independente informar à mineradora que a barragem apresentava "condição crítica de estabilidade". A elevação do alerta foi decidida pela Agência Nacional de Mineração (ANM). 

O nível 3 significa "rompimento ou risco iminente de rompimento". A barragem em Barão de Cocais é do mesmo tipo da que rompeu em fevereiro passado, em Brumadinho, deixando 211 mortos e 96 desaparecidos.