SEGURANÇA

  • 08/04/2019 (23:23:05)

  • Da Redação

  • Repórter: Correio do Povo

Queda nos crimes contra a vida

Primeiro trimeste de 2019 tem redução de homicídios e latrocínios no RS

Taxas de criminalidade foram as menores desde 2012, no caso dos roubos com morte

O primeiro trimestre de 2019 encerrou com queda nos indicadores de criminalidade no Rio Grande do Sul em relação ao mesmo período de 2018. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, pela Secretaria de Segurança Pública. Os homicídios tiveram expressiva redução, saindo de 220 assassinatos para 131, uma queda de 40,5% e menor registro desde 2007.

Um dos crimes de maior gravidade, o latrocínio (roubo seguido de morte) teve queda de 23,8%, sendo considerada a menor em toda a série histórica de indicadores criminais. Entre janeiro e março deste ano foram 16 ocorrências de roubos com morte contra 21 no mesmo período do ano passado. Na Capital, a retração foi de 80%, passando de cinco em 2018 para um caso, em 2019, marca que não era alcançada desde 2012.

Na comparação mensal, os roubos com morte também diminuíram. Em todo o RS, a queda foi de 37,5%, com oito casos em março de 2018 e cinco no mês passado, o menor índice desde 2011. Na Capital, em igual período mensal, a retração foi de 66,7%, caindo de três ocorrências para um caso, também o menor número desde 2012.

Na Capital, os números de homicídios são os menores dos últimos dez anos. Em março, os índices caíram mais do que a metade. As 22 ocorrências são o menor número da década para o período e equivalem a uma diminuição de 54,2% sobre os 48 casos no terceiro mês do ano anterior. O total de 27 vítimas no mês passado também é o menor desde 2010, numa redução de 55,7% frente aos 61 óbitos em março de 2018.

Os índices criminais que apresentaram avanço foram os de feminicídio. O Estado registrou alta de oito para 11 o número de mulheres assassinadas neste tipo de crime na comparação com o primeiro trimestre de 2018.