CIDADE

  • 09/04/2019 (19:51:33)

  • Repórter: Agência Brasil

10 mortos

Sobe para 10 o número de vítimas do temporal no Rio

Chuva começa perder intensidade na noite desta terça-feira

Com a morte de um homem, com idade entre 30 e 35 anos, no Jardim Maravilha, em Guaratiba, na zona oeste do Rio, sobe para 10 o número de mortos em consequência do temporal que atinge o Rio há mais de 24 horas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o corpo da vítima foi encontrado perto de uma ponte na Avenida Barão de Cocais esquina de São José dos Campos.

Segundo a corporação, o homem morreu afogado. O bairro de Guaratiba foi muito atingido pelo temporal e continua praticamente ilhado. O município permanece em estágio de crise desde às 20h55 de ontem (8).

Mortes
Um dos casos de morte que mais chocou a todos foi o da avó e da neta que tinham participado de uma festa no Shopping RioSul, em Botafogo. Quando saíram da festa depois das 22h, ficaram no ponto de táxi do shopping para se deslocar para Copacabana.

A fila estava com diversas pessoas a espera de táxi, mas como Lúcia Neves, de 63 anos estava com a neta, Julia Neves, de 6, as pessoas da fila deram prioridade para que elas passassem na frente.

O motorista Marcelo Tavares Marcelino optou seguir pela Ladeira do Leme para cortar caminho. No trajeto, um bloco de pedras e terra deslizou atingindo vários carros. O táxi ficou soterrado e só foi localizado hoje depois de várias horas de procura.

Os pais de Julia estão passando férias na Califórnia e foram avisados por parentes da tragédia.
Os outros mortos são:
- Guilherme Fontes, de 30 anos, na Gávea, encontrado afogado debaixo de um carro.
- As irmãs Doralice do Nascimento e Gerlaine do Nascimento, de 55 e 53 anos, morreram após um deslizamento atingir a casa delas no Morro da Babilônia, no Leme
- Gilson Cesar Cerqueira dos Santos, localizado soterrado no alto da comunidade.
- Leandro Ramos Pereira, de 40 anos, tentava salvar móveis dentro de casa, quando acabou eletrocutado
- Reginaldo Exidro da Silva, encontrado morto na localidade de Antares, em Santa Cruz, no final da tarde

Atendimento
O Corpo de Bombeiros trabalha com embarcações para retirar as pessoas de dentro das casas. A corporação reforça que está mobilizado no atendimento à população. Os militares estão empenhados em diversas ocorrências, como quedas de árvores e salvamentos provocados por inundações, desabamentos e deslizamentos. O trabalho continuará até o estágio de normalidade. A Secretaria de Defesa Civil está em alerta e segue monitoramento as condições meteorológicas e apoiando as ações municipais.

Os bombeiros registraram mais de 2 mil ocorrências nas últimas 24 horas em todo o Estado, quando a média diária é de 1,2 mil chamados.

Tempo
O Sistema Alerta Rio informa que na noite de hoje a chuva começa a perder intensidade gradualmente passando de moderada a fraca. Já amanhã (10), a previsão é de chuva fraca a moderada a qualquer momento do dia, devido à entrada de umidade do oceano.
A tendência é que na quinta-feira (11) não haja ocorrência de chuva no Rio.