SAÚDE

  • 10/04/2019 (20:57:03)

  • Repórter: Assessoria/PMG

  • Fotógrafo: Divulgação

Espaço amplo e democrático

Gaurama realizou a 6ª Conferência Municipal da Saúde

O evento teve como tema esse ano “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS.”

Com a missão de avaliar e propor diretrizes para a formulação da política de saúde nos níveis municipal, estadual e nacional, o Governo de Gaurama, através da Secretaria da Saúde e Conselho Municipal de Saúde, realizou na tarde da última terça-feira (9), da 6ª Conferência Municipal de Saúde.

O evento teve como tema “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS.” O ato ocorreu no Centro de Convivência, reuniu representantes de diferentes setores da sociedade, profissionais de saúde, representantes do Poder Legislativo, integrantes do Conselho Municipal de Saúde, gestores/prestadores e demais usuários em geral e contou com a palestra da pedagoga especialista em saúde da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde,  Eliana Sandri Lira.

A secretária da Saúde, Marcia Wosniak, ressaltou que a Conferência é um espaço amplo e democrático de discussão das políticas públicas de saúde, gestão e participação, onde a principal característica é reunir governo e sociedade civil organizada, para debater e decidir as prioridades para a saúde nos próximos anos. “Temos que dar ênfase aos mais de R$ 4 milhões que foram investidos na saúde do nosso município no ano passado e assim, ressaltar o uso responsável dos recursos públicos como consultas, exames e medicamentos disponibilizados à população gauramense”, alerta.

O prefeito municipal, Leandro Márcio Puton, falou sobre a importância de discutir ações e apresentar propostas, que possam melhorar a qualidade do atendimento da saúde pública à população. “O SUS é o único sistema de saúde pública do mundo que atende mais de 190 milhões de pessoas, sendo que 80% delas dependem exclusivamente dele para qualquer atendimento de saúde”, ressalta.

O prefeito também lembrou que toda a população usa o SUS, uma vez que este, envolve o combates às epidemias, vacinas, qualidade da água que chega até nossas casas, visitas de agentes comunitários de saúde, controle das principais epidemias, fiscalização da vigilância sanitária, acesso a medicamentos, transplantes, cirurgias complexas que são muitas vezes negados pelos convênios de saúde, dentre outras.

A palestrante, Eliana Sandri Lira, colocou em evidência alguns objetivos do SUS como: formular a política econômica e social para diminuir o risco de doenças e outros agravos; fornecer assistência por ações de promoção, proteção e recuperação da saúde. “O direito à saúde de qualidade, se comparado há algumas décadas, está visivelmente mais acessível e melhor qualificado. Os municípios fazem verdadeiros milagres para não deixar a população desamparada e Gaurama recebe destaque pelas ações e investimentos realizados”, afirma.

Três eixos foram abordados pelos participantes: l. Saúde como direito; ll. Consolidação dos princípios do sistema único de saúde (SUS); lll. financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS).  As propostas foram encaminhadas à Secretaria de Saúde e foram eleitos os delegados que irão representar o município na 8ª Conferência Estadual de Saúde que será realizada em Porto Alegre, de 24 a 26 de maio de 2019.

Serão duas vagas, uma para usuários do SUS e outra para gestores. Os eixos elegeram dois representantes para cada uma das vagas sendo dos usuários:  Gilberto Koch, Saionara Massaro e Ana Paula Ryl. Já os nomes para representar os gestores são: Adriana Andriolli, Leoni Lorenzzeti, Elisa Goronci. Os representantes de Gaurama serão escolhidos durante a reunião do Conselho de Saúde.

O evento também contou com a apresentação do grupo de canto Saber Viver, fruto de um projeto da Secretaria de Assistência Social de Gaurama.