SEGURANÇA

  • 17/04/2019 (13:08:38)

  • Da Redação

  • Repórter: Gazeta do Povo

Inteligência a serviço da segurança pública

PM testa sistema que substitui rádios por aplicativo e promete diminuir tempo de atendimento

Mais confiável, mais rápido, seguro e barato

A Polícia Militar do Paraná (PM-PR) colocou em teste um novo sistema de comunicação nas viaturas do estado que promete diminuir o tempo de atendimento a ocorrências que chegam pelo 190. Na prática, as demandas deixam de ser enviadas pelos tradicionais rádios comunicadores e chegam aos policiais por um aplicativo interno que, pelo GPS, aponta o trajeto mais rápido de viagem.

O projeto piloto foi lançado há cerca de três semanas e desde então, de acordo com a corporação, o tempo do deslocamento da viatura após receber chamados chegou a cair pela metade. Ainda segundo a PM, outro diferencial do programa é a disponibilidade em tempo real do histórico criminal de possíveis suspeitos abordados, o que facilita o trabalho dos policiais nas ruas.

Quando o policial precisava do registro de alguma pessoa ou de algum carro, ele tinha que passar um rádio. Agora com a nova ferramenta, o policial poderá fazer o reconhecimento pelo celular”, explica o tenente-coronel Antônio Zanatta Neto, responsável pela diretoria de tecnologia e qualidade da PM-PR.

O software instalado nos smartphones da corporação está sendo testado em todas as viaturas da PM. Não se trata de um aplicativo comprado, mas desenvolvido por policiais que não atuam mais nas ruas. Contudo, a polícia garante que a comunicação analógica não será extinta, uma vez que o funcionamento do aplicativo é dependente de internet - sinal que nem sempre está disponível.
A proposta é corrigir as falhas e, no segundo semestre, levar o sistema para cidades do interior. “Infelizmente nosso estado é conhecido como um corredor de entrada de drogas por causa da tríplice fronteira. Então esperamos que essas inovações ajudem a melhorar nossa atuação contra essa causa”, adianta Zanatta.