CIDADE

  • 18/04/2019 (18:56:47)

  • Repórter: Assessoria/UFFS

“Planta do Pé”

UFFS recebe espetáculo de dança na segunda-feira

Atividade, que tem apoio do Sesc de Erechim, é parte da etapa preparatória do II Festival Cultura de Fronteira

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim recebe, na segunda-feira (22), o espetáculo “Planta do Pé”, com a dançarina Maria Eugenia. A atração tem apoio do Sesc de Erechim e é parte da etapa preparatória do II Festival Cultura de Fronteira. Será no Auditório do Bloco A, às 19h. É necessário efetuar inscrição no formulário disponível em https://forms.gle/gps6ypGaa2KgwVAK7.

Neste ano a UFFS comemora 10 anos de sua implantação na Mesorregião da Grande Fronteira do Mercosul. Assim, a segunda edição do Festival Cultura de Fronteira contemplará um formato diferenciado de ações, que serão programadas no decorrer do ano, abrangendo uma diversidade maior de linguagens artístico-culturais, com o intuito de promover processos formativos permanentes em arte e cultura.

Nesta edição, o festival vai buscar abarcar as especificidades de cada campus da UFFS, tendo em vista as experiências da edição passada e as sugestões indicadas pela comunidade universitária. Para os acadêmicos, visa também abarcar atividades de arte e cultura previstas como Atividades Curriculares Complementares (ACCs) nos projetos pe-dagógicos dos cursos da instituição.

O II Festival Cultura de Fronteira ocorrerá através da Etapa preparatória para as Etapas Locais em todos os campi e, também, para a Etapa Geral, contemplando diversas modalidades artístico-culturais presentes na Política Institucional de Cultura da UFFS.

Sobre o espetáculo: “Planta do Pé”, de Maria Eugenia, traduz em seu nome uma brincadeira com a história pessoal da dançarina. Enquanto imagem de vegetação o termo simboliza uma pesquisa que ramificou dos estudos iniciados por seus pais. Pesquisadores e artistas, Antonio Nóbrega e Rosane Almeida desenvolvem um trabalho a partir das tradições populares brasileiras, além dos diversos espetáculos, dos quais seis tiveram a participação de Maria Eugenia. Essas tradições também foram a base para a criação da sede Instituto Brincante em São Paulo, que há 24 anos se dedica à pesquisa e transmissão. Paralelamente às atividades com a família, Maria Eugenia semeou outras criações, como o espetáculo solo Casa das Miudezas, aos 21 anos, a convite do CCBB de São Paulo. Em 2008 fundou, ao lado de Marina Abib, a Companhia Soma e, em 2014, a convite do Festival Internacional de Dança de Recife, fez-se Planta do Pé. A pesquisa foi regada também por experiências vividas fora do Brasil como técnica de Jacques Lecoq (Espanha), Eugenio Barba (Dinamarca) e Kathakali (Índia). É formada em licenciatura em História pela PUC de São Paulo. Compõe a equipe pedagógica do programa Formação Técnica da FUNARTE, do Instituto Brincante, da Pós-Graduação “A Arte de Ensinar Arte” do Instituto Singularidades e da Pós-Graduação do Paço do Frevo.