GENTE

  • 19/04/2019 (20:28:56)

  • Repórter: Rádio Gaúcha

IPE não cobre tudo

​ Campanha pede ajuda para cirurgia de soldado da BM

Colegas se mobilizam para financiar tratamento de Morgana Franciele para conter um tumor no cérebro. A informação foi publicada nesta Sexta-feira Santa pela Rádio Gaúcha.

Há dois anos a soldado Morgana Franciele Ebertz de Lima ajudou a salvar uma vida. Em patrulha por Canoas, a militar do15°Batalhão de Polícia Militar encontrou na BR-116, em Canoas, uma mulher que estava em avançado trabalho de parto. Ela foi transportada para a viatura policial, mas não houve tempo de chegar a um hospital. A criança nasceu ali mesmo, dentro do veículo, pelas mãos de Morgana. Na época, a PM escreveu nas redes sociais:

"Eu com minhas mãos e com certa dificuldade por causa de tal situação em meio ao trânsito movimentado trouxe ao mundo, no banco de trás da viatura, um menininho lindo. Sensação maravilhosa, emocionante e gratificante".

Pois agora quem precisa de ajuda é Morgana. Há pouco ela teve diagnosticado um tumor cerebral na área frontal esquerda do cérebro. A região em que ele se encontra atinge diretamente a fala, alguns movimentos e ainda causa perda de força. A militar precisa realizar cirurgia para a drenagem desse tumor, considerado benigno, mas de difícil acesso e tratamento.

- No total o procedimento deve custar em torno de R$ 25mil, se incluir pós operatório, fisioterapia e remédios. Por isso fizemos uma campanha por doações - explica o comandante do 15º BPM, major Jorge Dirceu Abreu.

Morgana possui convênio com o IPE, mas só a internação e um dos médicos são cobertos pelo plano. Falta dinheiro para o anestesista, um neurocirurgião especialista e os tratamentos pós-cirúrgicos.

A soldado tem manifestado perda de força nos membros superiores e problemas na fala. Até por isso, foi retirada das ruas e está na sala de telefonia do batalhão. Mesmo nessa função convive com dificuldades motoras. Até por isso, evita dar entrevistas, que são prestadas pelo seu comandante.

Os colegas de Morgana abriram uma conta para tentar custear o tratamento dela. Qualquer contribuição pode ser enviada para o Banco Banrisul - Agência: 1028 - Conta Corrente: 350037040-4.

Mais informações podem ser obtidas pelo celular (51) 98601.5886, do setor de Comunicação Social do 15° Batalhão de Polícia Militar, em Canoas.