SEGURANÇA

  • 10/05/2019 (15:52:49)

  • Fotógrafo: Divulgação/PRF/RS

Ladrões de malotes bancários

​ Preso líder de quadrilha de assaltantes que articulou construção de túnel para fuga em presídio

Suspeito roubava malotes e veículos em Passo Fundo, além de ter coordenado escavações para fuga de detentos em Sarandi

Um homem preso na manhã desta sexta-feira (10) no município de Mato Castelhano, é investigado por liderar uma quadrilha que roubava malotes bancários e veículos na região de Passo Fundo. Além disso, o suspeito detido teria articulado a construção de túneis no final do ano passado para fuga em massa do presídio de Sarandi, na região noroeste.

A ação foi realizada pela Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas (Draco) de Passo Fundo, que investiga o líder e mais cinco suspeitos de integrar o grupo, que teria ligação com uma fação de Porto Alegre. Outros dois investigados já estavam no sistema prisional, e os três restantes, por enquanto, estão respondendo ao inquérito em liberdade. Por isso, a polícia não está divulgando até o momento o nome dos criminosos.

Nesta sexta-feira, os agentes da Draco cumpriram oito mandados judiciais, sendo um de prisão temporária na região. Em uma residência onde a polícia esteve, durante as buscas, foram apreendidas munição e duas espingardas. Um homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma e de munição. 

Segundo o delegado Diogo Ferreira, responsável pelo caso, a investigação começou em dezembro, quando o homem preso nesta sexta-feira foi apontado como um dos principais articuladores da escavação de dois túneis para fuga de detentos em Sarandi. A previsão era de que os apenados fugissem durante as festas de fim de ano, mas os buracos foram descobertos por agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe). 

Ferreira diz ainda que o líder da quadrilha está por trás de vários roubos de malotes bancários e de veículos no norte gaúcho, principalmente na região de Passo Fundo. 
— Por enquanto, ainda não podemos dizer quantos casos estão vinculados a estes suspeitos, mas todos estão sendo apurados e buscamos provas para incriminar esta quadrilha — ressalta Ferreira. 

Os investigados roubam malotes principalmente para capitalizar o tráfico de drogas e até mesmo o roubo de veículos. A polícia apurou que os seis criminosos roubavam carros em Passo Fundo para depois trocá-los por drogas no Paraguai. Há indícios de que os entorpecentes eram encaminhados para a facção que tem base na zona leste da Capital. Ferreira descobriu que o líder da quadrilha tem vínculo com esta organização criminosa.